Em um jogaço digno dos líderes da Série B do Brasileiro e de ‘nível de Primeira Divisão’, América e Chapecoense ficaram no empate em 2 a 2, no Independência, neste domingo (20), pela 30ª rodada da Segundona. Mas se não fosse um erro gravíssimo da arbitragem, no finalzinho, o Coelho poderia ter saído com a vitória e a ponta da classificação do torneio.

Após passe de Léo Passos, Ademir mandou para as redes aos 49 minutos da segunda etapa. Erroneamente, foi marcado o impedimento, gerando muita reclamação por parte de Lisca e seus comandados. “É todo jogo, cara***”, disparou o treinador americano.

A equipe de Chapecó chegou a 59 pontos, dois a mais que o Coelho.

Os gols

Aylon abriu o placar no primeiro tempo para a Chape. Na segunda etapa, Felipe Azevedo empatou, Bruno Silva recolocou os catarinenses em vantagem, e Anderson anotou o segundo do América, antes de mais uma lambança da arbitragem, que já prejudicou o time de BH em outras ocasiões na competição.

Reta final

O Coelho ainda terá três desafios neste ano. O primeiro dessa trinca final de 2020 será o duelo de ida das semifinais da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (23), às 21h30, contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

Depois, o alviverde volta suas atenções para a Série B, ao encarar o CRB, no sábado (26), às 18h30, no Independência, mesmo palco do confronto de volta com o Verdão, pelo torneio mata-mata, no dia 30 de dezembro, às 21h30.

América

AMÉRICA 2 X 2 CHAPECOENSE
Motivo:
30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 20 de dezembro de 2020 (domingo)
Estádio: Independência
Cidade: Belo Horizonte
Arbitragem: Edina Alves Batista, auxiliada por Anderson José de Moraes Coelho e Alex Ang Ribeiro, todos paulistas
Cartões amarelos: Alê, Lisca (América); Joilson, Willian Oliveira, Busanello (Chapecoense)
Gols: Aylon aos 39 minutos do primeiro tempo; Felipe Azevedo aos 8, Bruno Silva aos 29 e Anderson aos 43 do segundo tempo

AMÉRICA
Matheus Cavichioli; Daniel Borges (Felipe Augusto), Messias, Anderson e Sávio; Juninho, Flávio (Alê) e Geovane (Léo Passos); Ademir, Felipe Azevedo e Rodolfo (Sabino) (Toscano)
Técnico: Lisca

CHAPECOENSE
João Ricardo; Matheus Ribeiro, Joilson (Kadu), Derlan e Alan Ruschel; Willian Oliveira, Ronei (Anderson Leite) e Denner (Busanello); Anselmo Ramon, Aylon (Lucas Tocantins) e Mike (Bruno Silva)
Técnico: Umberto Louzer