Os jogadores do América entraram em campo vestindo cinza, neste domingo (25), antes do duelo contra o Guarani-SP, válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A ação foi uma campanha denominada "Troque o Cinza pelo Verde", alusiva ao combate contra incêndios florestais na Amazônia, assunto que tem chamado a atenção de todo o planeta nos últimos dias.

Há cerca de duas semanas, o Brasil e os países fronteiriços que tem partes da floresta em seu território estão em alerta por causa dos incêndios na mata, que tem sido os maiores desde 2003-2004. Na última semana, o tema tem provocado crise no governo federal, que tem sido acusado de falta de ações de preservação da biodiversidade e de incitação à queimadas ilegais. O desmatamento na Amazônia já provocou embates internacionais e países europeus têm ameaçado o acordo UE-Mercosul, fechado há cerca de dois meses.

A ideia do América é que o torcedor do clube fique atento à importância de proteger a natureza. Por isso, os atletas entraram em campo vestindo cinza, cor que simboliza as queimadas e, na sequência trocaram de roupa para o tradicional verde do Coelho, que simboliza as matas da floresta. "Cinza não tem graça. Não tem vida. Não tem nada. NOSSA ESSÊNCIA É VERDE! Não faça queimadas e preserve a natureza. Troque o cinza pelo verde!", alertou o clube em suas redes sociais.

Essa não é a primeira ação de cunho ambiental do América. Desde o ano passado, o alviverde ostenta em seus uniformes o selo Carbon Neutral (carbono neutro), chancelado pela SaveCerrado, uma organização de certificações ambientais. O Coelho é o primeiro clube do País a ter o reconhecimento de que compensa todo o carbono que é emitido em seus jogos como mandante.

A neutralização do carbono emitido é feita com a preservação de uma área de 80 mil m², localizada em Bonito de Minas, cidade da região Norte do Estado. A área, que tem o nome do América, é protegida pela SaveCerrado em parceria com o clube. Enquanto o América sustenta o projeto, a SaveCerrado fica responsável por gerir ações ambientais no território.

Leia Mais:
Protesto em defesa da Amazônia na Praça do Papa tem homenagem às vítimas Brumadinho
Estados pedem mais ajuda contra fogo na Amazônia; governo envia Força Nacional
Papa Francisco pede orações urgentes para acabar com os incêndios no Brasil