Aos poucos, o técnico Givanildo Oliveira começa a dar chances no time principal às revelações do América na Copa São Paulo de Futebol Júnior, encerrada há oito dias. Depois do meia Matheusinho, tido como uma joia das categorias de base, nessa segunda (1º) foi a vez do atacante Vitinho treinar pela primeira vez entre os atletas profissionais.

O jogador, que marcou dois gols na Copinha, iniciou o processo de transição para o time de cima e não há um prazo definido para que comece a ser aproveitado pelo treinador no Campeonato Mineiro.

Tudo vai depender da avaliação de Givanildo e dos demais integrantes da comissão técnica. Matheusinho, por exemplo, começa a ser aproveitado, tanto que ficou no banco de reservas na partida com o Tupi, na estreia do Estadual.

Mesmo time

Para o jogo de quinta-feira diante do Guarani, no Farião, em Divinópolis, Givanildo Oliveira deve repetir a equipe que derrotou o Tupi no último domingo, pois não houve baixas.

O treinador deverá contar com o retorno de Adalberto e Romário, que estavam lesionados, mas os dois só devem voltar a fazer parte dos planos depois do Carnaval.

Desde 2012 o América não estreava no Mineiro com vitória. Naquela ocasião, o time derrotou o Democrata, por 3 a 1, em Governador Valadares. No ano seguinte, o Coelho perdeu para o Araxá, por 2 a 1, no jogo inicial. Já em 2014, houve empate por 1 a 1 com o Tupi, no Independência.

No último domingo, novamente contra a o Tupi, de Juiz de Fora, na abertura do Estadual de 2016, nova vitória do time dirigido por Givanildo Oliveira na estreia do Mineiro, dessa vez por 3 a 0.

Curioso é que, em 2012, ano do centenário, o América fez grande campanha, chegando à final da competição e perdendo o título para o Atlético, que empatou um jogo e venceu outro.