O amistoso entre Bélgica e Espanha foi suspenso horas antes de sua realização, marcada para esta quarta-feira, em Bruxelas, por causa do alto risco de atentados terroristas no país. O nível de ameaça foi aumentado de grau 2 para 3 depois que surgiram indícios que Salah Abdeslam, único terrorista sobrevivente dos atentados que mataram mais de 120 pessoas na França, poderia voltar a atacar.

Depois de se reunirem com o governo local, representantes das federações da Bélgica e da Espanha decidiram desistir da partida, apesar das medidas extraordinárias de segurança que estavam sendo tomadas. Pessoas suspeitas de participação nos ataques de sexta-feira foram presas na capital belga, e o terrorista Salah Abdeslam está sendo procurado em todo o país.

"Lamentamos profundamente que um amistoso de duas equipes motivadas seja cancelado tão tardiamente e percebemos a tristeza de muitos torcedores. Levando em conta as circunstâncias excepcionais, não podemos correr qualquer risco de segurança para os jogadores e o público", informou a Federação Belga de Futebol.

Bélgica e Espanha impressionaram nas Eliminatórias da Eurocopa de 2016, que será disputada na França, com a seleção espanhola se recuperando de uma derrota inicial para a Eslováquia para terminar na liderança do Grupo C, enquanto os belgas terminaram na frente do Grupo B.

A seleção belga ocupa atualmente a primeira posição no ranking da Fifa, enquanto a Espanha está na sexta posição, e ambas as equipes estarão entre as favoritas para vencer a Euro de 2016. O time comandado por Del Bosque buscará na França um inédito terceiro título europeu consecutivo.