Anderson Silva surpreendeu os fãs e seus seguidores no Twitter no final da noite desta quarta-feira, ao postar uma foto com sua família agradecendo as mensagens de apoio dos torcedores depois da horripilante fratura que sofreu na perna esquerda durante a luta contra o americano Chris Weidman, no último sábado, no UFC 168.

“Eu gostaria de dizer obrigado para meus fãs e amigos por me apoiar neste momento. Desejo um grande e feliz 2014 a todos”, postou o astro do UFC, em inglês.

Depois de ficar três dias internado no Centro Médico Universitário de Las Vegas, Anderson Silva saiu do hospital na última terça-feira e viajou de ônibus para encontrar a família antes do Réveillon, em Los Angeles. Logo após quebrar a perna durante a derrota para Chris Weidman, Anderson foi levado para o hospital e passou pelo processo cirúrgico.

Uma haste foi colocada na parte interna da tíbia, com a intenção de consolidar o osso. A fíbula também se rompeu, mas foi consolidada sem a necessidade de qualquer apoio externo. 

Lutador cai para 7º do ranking

Anderson Silva já tinha perdido a liderança do ranking geral do UFC em julho, após ser nocauteado por Chris Weidman. Agora que foi derrotado novamente pelo americano, o Spider despencou. Ele ocupa a sétima posição na lista que enumera os melhores lutadores do UFC na atualidade e é feita por jornalistas do mundo todo. Antes da revanche, Anderson estava em terceiro.

Outra novidade dos rankings do UFC é que agora eles contam com 15 atletas, não mais com dez. Com isso, nomes como Vitor Belfort (12º), Johny Hendricks e Gilbert Melendez passaram a figurar no ranking geral, além de estarem bem colocados em seus respectivas categorias.

Outros brasileiros também passaram a aparecer nos rankings por causa desta novidade. São os casos de Diego Brandão, Edson Barboza, Thales Leites, Gabriel Napão, Rodrigo Minotauro e Bethe Correia, que entraram na listagem de suas respectivas categorias.