O jogo entre Brasil e Peru na tarde deste domingo (7), válido pela final da Copa América, atraiu holofotes não só dentro do gramado do Maracanã, mas também fora das quatro linhas. Novamente o presidente da República Jair Bolsonaro acompanhou uma partida da Seleção Canarinho, agora em seu próprio Estado.

O presidente acompanhou a partida ao lado do ministro da Justiça Sérgio Moro, do presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) Alejandro Domínguez, do presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF) Agustín Lozano, do Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, e do general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Além da final, Jair Bolsonaro acompanhou outros dois jogos do Brasil na Copa América. A estreia contra a Bolívia, no Morumbi, e o clássico com a Argentina, no Mineirão. Em ambos os jogos o time comandando por Tite venceu. 

Quando o Brasil fez o primeiro gol, Bolsonaro comemorou bastante e se desequilibrou, quase caindo da cadeira. O presidente deu uma risada e prontamente se colocou em seu lugar.

Diferentemente do que aconteceu no Mineirão, Bolsonaro não esteve à beira do gramado no intervalo da partida. A expectativa é sobre uma provável presença do presidente na cerimônia de premiação.