Após admitir erro em substituição, Mozart tenta encontrar melhor estratégia para Marcinho na Raposa

Thiago Prata
@ThiagoPrata7
30/06/2021 às 22:11.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:18
 (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Aos 22 minutos do segundo tempo, Marcinho, autor das jogadas que resultaram nos dois primeiros gols do Cruzeiro sobre o Guarani, nessa quarta-feira (30), foi substituído. Ao deixar o gramado, demonstrou toda sua insatisfação pela mudança promovida pelo técnico Mozart. No lance seguinte, o Bugre empatou, com Régis.

Se pudesse voltar atrás, o técnico teria tomado outra decisão, como deixou claro em sua entrevista coletiva após o 3 a 3, no Mineirão.

"A troca do Marcinho pelo Rômulo era para colocar um (camisa) 8 que estivesse mais fresco. Me arrependo, não por ter colocado o Rômulo, mas por ter tirado o Marcinho. Não deveria ter tirado o Marcinho, principalmente pela questão da bola parada (...) Não tenho problema em assumir quando erro”, admitiu Mozart.

O treinador também revelou que precisa criar estratégias que permitam ao armador contribuir mais dentro de campo.

“O Marcinho é um jogador extremamente importante, e eu, como treinador, tenho que encontrar uma forma para ele produzir, não só nas bolas paradas, mas com a bola rolando também. Estamos tentando no 3-4-3, no 4-3-3. Ele está dando a contribuição dele, e eu tenho que achar o melhor sistema para que ele possa jogar perto da área e finalizar da entrada da área, que é o que ele fazia de melhor no Sampaio (Corrêa)”, disse.Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por