O atacante Denilson virou símbolo da parte crítica à gestão de Sérgio Sette Câmara no Atlético, com um contrato de cinco anos, e pouco serviço em campo. O presidente, entretanto, já acionou a saída do atleta para a Arábia Saudita, emprestado.

O jovem atacante de 23 anos irá defender o Al Faisaly por cinco meses, até o término do Campeonato da Arábia. O clube acertou a transferência com o Atlético, que não iria aproveitar o futebol de Denilson para 2019. Ele irá com os direitos econômicos fixados num valor sigiloso, além de o Galo ter recebido uma compensação financeira pela transferência. 

Contratado por 300 mil euros, Denilson chegou ao Atlético na parada da Copa do Mundo, uma das 18 contratações do Galo na parceria Alexandre Gallo/Sérgio Sette Câmara. A dupla, inclusive, recebeu muitas críticas por assinar um contrato de cinco anos com o atacante de 23 anos. Denilson chegou para ser reserva do amigo Ricardo Oliveira, mas não rendeu em oito jogos (233 minutos em campo). 

O Al Faisaly será o oitavo clube da curta carreira de Denilson, iniciada em 2015, contando sua participação no Fluminense B. Defendeu Granada, Avaí, São Paulo, Atlético, Neftchi Baku, Vitória e Flu.