O atacante Hulk foi o principal personagem do empate em 0 a 0 entre Palmeiras e Atlético, nesta terça-feira (21), no Allianz Parque, no jogo de ida da semifinal da Copa Libertadores. 

Aos 41 minutos do primeiro tempo, o Vingador teve a chance de abrir o placar para o Galo, mas desperdiçou um pênalti sofrido por Diego Costa, acertando a trave esquerda do goleiro Weverton. 

Diante de um adversário retraído, que se mostrou satisfeito com a igualdade no marcador, mesmo atuando em casa, a penalidade foi determinante para que o Alvinegro não deixasse a capital paulista com uma vitória. 

Após o confronto, o camisa 7 fez questão de assumir a responsabilidade pelo resultado, mas também mostrando muita confiança na classificação à decisão. 

"O principal culpado por não sair com a vitória sou eu, por ter perdido o pênalti. Agora é focar para na próxima terça-feira decidir dentro de casa com a nossa torcida (...). Eu assumo a responsabilidade por não termos saído com a vitória hoje. Mas, não podemos nos esquecer que esse é o primeiro jogo”, disse o camisa 7, em entrevista à Conmebol TV.

AtléticoHulk perdeu seu segundo pênalti na Copa Libertadores

Mesmo com o pênalti perdido, Hulk foi o jogador mais perigoso do setor ofensivo do Galo, com muita movimentação e chutes de fora da área. 

A atuação, inclusive, fez com que o atacante fosse escolhido o melhor jogador da partida pela Conmebol. 

O jogo de volta está marcado para a próxima terça, às 21h30, no Mineirão, com presença de público. 

Diferentemente do que ocorre na Copa do Brasil, na Libertadores há o critério do gol qualificado. Desse modo, um empate com gols em Belo Horizonte classifica o Palmeiras. Uma nova igualdade sem gols leva a decisão para a disputa de pênaltis. 

Leia mais
Hulk perde pênalti, e Atlético empata com o Palmeiras no jogo de ida da semifinal da Libertadores
Diego Costa deixa jogo contra o Palmeiras lesionado e se torna preocupação para sequência do Galo
Artilheiro do Galo, Hulk tem 33,3% de aproveitamento em pênaltis convertidos na Libertadores