O gol que selou a classificação do América à final do Campeonato Mineiro ainda está hospedado na memória do meia Ramon. Um tento para lá de especial, até por ter sido o primeiro dele com a camisa do Coelho e num clássico contra o Cruzeiro. 

"Sentimento de felicidade. Fiquei muito feliz pela classificação do grupo, de chegarmos ao primeiro objetivo que é a final. E também pelo gol. Quando entramos em campo, queremos dar nosso máximo. Quando entrei, queria fazer meu papel. O gol foi consequência disso. E graças a Deus, deu tudo certo", afirma.

O armador vê o esquema atual do Alviverde como propício para seu futebol. Quem sabe, o gol sobre a Raposa não tenha sido o primeiro de muitos de Ramon neste ano! 

"Acredito que o padrão de jogo do professor é ofensivo. Proporciona a meias e volantes um âmbito ofensivo, de pisar na área e concluir a gol. Meu pensamento é o de jogar bem, ajudar os companheiros, e o gol sai naturalmente. Espero fazer mais na temporada", diz.

E o gol inaugural em sua passagem pelo América também serve de combustível para o primeiro duelo da decisão com o Atlético, neste domingo (16), às 16h, no Independência.

"A final será muito complicada. Sabemos da qualidade do Atlético, do potencial do time deles. Mas aqui do outro lado também tem trabalho. Vamos treinar bem, ajustar algumas coisas e ir para a final buscando o título. Vamos estudar o adversário e montar uma estratégia dentro do que o professor quer. Treinando e nos preparando bem, as chances aumentam. Vamos fazer um bom papel na final", promete.

América