A diretoria do hospital Unimed Chapecó comunicou nesta segunda-feira (23) que o goleiro Jackson Follmann deverá ter alta médica na manhã desta terça-feira (24). Está agendada, inclusive, uma entrevista coletiva às 11 horas com o goleiro da Chapecoense e alguns dos médicos que o assistiram nos 37 dias em que esteve internado no hospital em Chapecó (SC).

Jackson Follmann é o único dos sobreviventes que continua internado 55 dias após o acidente aéreo que matou 71 pessoas na Colômbia. Ele teve a perna direita amputada abaixo do joelho, perdeu um osso do tornozelo esquerdo, que vai limitar os movimentos do pé e passou por uma cirurgia cervical.

A expectativa é de que Jackson Follmann seja liberado pelos médicos para assistir à partida entre Brasil e Colômbia, nesta quarta-feira 925), no estádio do Engenhão, no Rio. Toda a renda líquida do amistoso será repassada à Chapecoense, que utilizará o dinheiro para indenizar os familiares dos jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes.

Leia mais:
Chapecoense supera luto e ergue a taça de campeã da Sul-Americana
Comissária de voo da Chapecoense revela cobrança de hospital e ausência de seguro
Após tragédia, Chapecoense faz remontagem lenta do elenco para nova temporada