adriano aro, federação mineira de futebol, fmf
 

Uma polêmica foi criada nesta semana quando o assunto que ganhou o noticiário foi uma possível volta do futebol em Belo Horizonte. O fato gerou declarações fortes do prefeito da capital mineira, Alexandre Kalil, que afirmou que nenhum estádio da cidade seria usado para eventos esportivos durante essa luta contra a pandemia do coronavírus.

Tal polêmica ganhou ainda mais força por causa de uma reunião entre o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro, com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). Logicamente o assunto tratado tinha o futebol como objeto direto.

Para amenizar os efeitos desse conflito nos bastidores, o próprio representante da FMF esclareceu sobre o retorno do futebol em Minas. 

“Ninguém cogita a volta do futebol este mês em Minas Gerais. Em maio, certamente não teremos futebol”, disse Aro, em entrevista à Rádio Itatiaia.

O presidente da FMF, então, revelou também na entrevista o que fora conversado no encontro com o Chefe de Estado mineiro. 

“O que foi dito, na minha reunião com o governador do estado, foi que em Minas Gerais ainda não chegamos ao pico da doença, e isso está previsto para o início de junho. Então, é extremamente temerário pensar na volta do futebol antes de vivenciar o pico da epidemia. Então, o que nós estamos trabalhando, com uma perspectiva muito otimista, que seja no final de junho para frente”, explicou.

Trabalhando "em cima de estatísticas e previsões", a Federação Mineira de Futebol age junto do governo para, quando for possível, retomar o futebol com todas as medidas de segurança necessárias nesse momento de pandemia do coronavírus.

“Ciente da gravidade do momento, a Federação, enquanto entidade que gere o futebol no estado, precisa estar preparada para quando for possível retomar o futebol em Minas Gerais. É isso que estamos fazendo. A Federação, em parceria com o governo do estado, vem trabalhando em um protocolo de segurança para que, a partir do momento que seja possível retomar o futebol, tenhamos um mecanismo que seja seguro para todos os atletas, dirigentes... para pessoas que vivem o dia a dia do futebol possam exercer o seu trabalho com segurança”, garantiu. 

Os planos da entidade que cuida do futebol em MG é que na retomada do esporte os atletas passem por testes para garantir que todo o processo seja feito com a máxima segurança possível.

“Quando isso for possível, nossa ideia é ter um protocolo onde haverá testes de todos os jogadores antes da retomada do campeonato, depois fazer testes ao longo das rodadas. O mecanismo que foi, inclusive, preparado pela CBF, e que a Federação já replicou para o governo do estado. Ainda estamos trabalhando nele, tanto que na reunião da quinta-feira ficou decidido que o próximo passo é apresentar o protocolo aos departamentos médicos dos clubes, para que os clubes também possam avaliar se ele é viável ou não”, encerrou.