A derrota nas oitavas de final do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada, custou caro para Roger Federer. O suíço defendia o título conquistado em 2018 e, por não defender a totalidade dos 2.000 pontos em disputa - perdeu 820 -, caiu da terceira para a sexta colocação, deixando o Top 5 do ranking da ATP, atualizado nesta segunda-feira, (28), no dia seguinte à vitória do sérvio Novak Djokovic sobre o espanhol Rafael Nadal.

O ex-número 1 do mundo foi ultrapassado pelo alemão Alexander Zverev (agora o terceiro colocado), pelo argentino Juan Martin del Potro (que nem jogou em Melbourne e subiu de quinto para o quarto lugar) e pelo sul-africano Kevin Anderson (em quinto). Atualmente com 4.600 pontos, está 245 pontos atrás do tenista da África do Sul e 1.875 de desvantagem para Zverev.

Na liderança, Djokovic conseguiu aumentar bastante a sua distância para Nadal. Agora com 10.955 pontos, o sérvio tem 2.635 de vantagem para o espanhol. Essa diferença o garante na ponta do ranking, pelo menos, até Wimbledon, o terceiro Grand Slam da temporada, em julho. Por sua vez, o tenista da Espanha também segue tranquilo na segunda colocação - está com mais de 1.800 pontos na frente de Zverev.

Semifinalistas no Aberto da Austrália, Stefanos Tsitsipas e Lucas Pouille aproveitaram para subir na lista da ATP. O grego ganhou três colocações e agora é o 12.º do mundo, na sua melhor marca da carreira. Já o francês, agora comandado pelo ex-jogadora Amélie Mauresmo, subiu 14 lugares e assumiu o 17.º posto, mais próximo de voltar ao Top 10, onde esteve no ano passado.

Entre os brasileiros, o cearense Thiago Monteiro foi o que mais subiu no ranking. Graças ao título do Challenger de Punta del Este, no Uruguai, melhorou 19 colocações, foi para a 107.ª e vai se aproximando cada vez mais dos 100 primeiros do mundo - está apenas 42 pontos atrás do russo Andrey Rublev, que ocupa a 100.ª posição.

Confira o ranking da ATP:

1.º - Novak Djokovic (SEB) - 10.955 pontos
2.º - Rafael Nadal (ESP) - 8.320
3.º - Alexander Zverev (ALE) - 6.475
4.º - Juan Martín Del Potro (ARG) - 5.060
5.º - Kevin Anderson (AFS) - 4.845
6.º - Roger Federer (SUI) - 4.600
7.º - Kei Nishikori (JAP) - 4.110
8.º - Dominic Thiem (AUT) - 3.960
9.º - John Isner (EUA) - 3.155
10.º - Marin Cilic (CRO) - 3.140
11.º - Karen Khachanov (RUS) - 2.880
12.º - Stefanos Tsitsipas (GRE) - 2.805
13.º - Borna Coric (CRO) - 2.605
14.º - Milos Raonic (CAN) - 2.250
15.º - Fabio Fognini (ITA) - 2.225
16.º - Daniil Medvedev (RUS) - 2.000
17.º - Lucas Pouille (FRA) - 1.955
18.º - Roberto Bautista (ESP) - 1.955
19.º - Marco Cecchinato (ITA) - 1.870
20.º - Diego Schwartzman (ARG) - 1.835
107.º - Thiago Monteiro (BRA) - 533
139.º - Rogério Dutra Silva (BRA) - 407
223.º - Thomaz Bellucci (BRA) - 232
234.º - Guilherme Clezar (BRA) - 214