Desde o início da temporada, o discurso dentro do América é claro: o principal objetivo da temporada é a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro.

Passadas 28 rodadas da competição, o Coelho caminha para alcançar a meta. Com 35 pontos, o Alviverde ocupa a nona colocação na tabela, com seis pontos de vantagem para o próprio Santos, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

A confortável posição na classificação, consolidada com a vitória por 2 a 0 sobre o próprio Peixe, no último sábado (23), na Vila Belmiro, deixa o Alviverde com baixo risco de queda à Segunda Divisão no momento.

De acordo com o site Probabilidades no Futebol, desenvolvido pelo Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a probabilidade de o América ser rebaixado é de 4,7%.

Ainda segundo o site, um time que alcançar os 45 pontos terá apenas 2,22% de chances de jogar a Segunda Divisão em 2022. 

Marquinhos Santos, técnico do América, em 2021

A vitória  por 2 a 0 sobre o Santos marcou a estreia do técnico Marquinhos Santos no comando do Coelho

Libertadores

Com 16 pontos conquistados, resultado de quatro vitórias, quatro empates e apenas uma derrota, o Coelho é o terceiro melhor time do returno do Brasileirão, atrás apenas de Atlético (20 pontos) e Internacional (17).

Essa arrancada, iniciada ainda na reta final do primeiro turno, faz com que os comandados do técnico Marquinhos Santos possam sonhar com voos maiores dentro da Série A.

Para ilustrar a mudança de patamar que o Alviverde pode almejar nestes dez jogos restantes na principal competição do país, os matemáticos da UFMG estimam que, neste momento, as chances de o Coelho disputar a próxima edição da Copa Libertadores são maiores do que a de ser rebaixado.

Segundo o Probabilidades no Futebol, o percentual que representa a possibilidade de o Alviverde disputar a Libertadores é de 4,8%.

Lembrando que o regulamento do Campeonato Brasileiro prevê que os seis primeiros colocados garantem vaga na próxima edição do principal torneio da América do Sul.

Entretanto, como a maior parte dos times que atualmente ocupam as primeiras posições no Brasileiro, também estão envolvidos nas finais da Copa do Brasil, da Copa Sul-Americana e da própria Libertadores, é bastante provável equipes que terminarem abaixo da sexta colocação na Série A conquistarão um lugar na próxima Taça Libertadores;

Sul-Americana

Em um prognóstico mais acessível no momento, o América tem 60,3% de chances de jogar a próxima edição da Copa Sul-Americana.

O que também seria um feito para o Coelho, que nunca disputou uma competição internacional em sua história. 

Nas disposições gerais do Brasileirão, está previsto que as vagas para a Sula ficarão com os times que encerrarem a disputa entre a 7ª e a 12ª colocações.

Todavia, assim como no caso dos classificados à Libertadores, o desfecho dos demais campeonatos nacionais e internacionais devem fazer com que mais vagas para o torneio sejam abertas via Brasileirão.

Dentro de campo, o próximo desafio do América será no próximo sábado (30), às 21h, diante do Fortaleza, no Independência.

Leia Mais:
Vantagem do Atlético sempre garantiu título, mas Cuca mantém cautela: “não me iludo”