O Nîmes conseguiu uma vitória judicial nesta quarta-feira (20) e está mantido na segunda divisão do Campeonato Francês para a próxima temporada. A federação do país acatou a apelação do clube, que havia sido rebaixado à terceira divisão nos tribunais por conta do envolvimento em um caso de manipulação de resultados.

Em março, a comissão disciplinar da liga francesa ordenou o rebaixamento automático do Nîmes depois que o presidente do clube, Jean-Marc Conrad, foi considerado culpado da acusação de tentativa de manipulação de quatro partidas. Mas o time apelou na federação do país, que, então, o puniu com a perda de oito pontos no campeonato da próxima temporada.

De acordo com comunicado divulgado pela liga do país, sete jogos do Nîmes estavam sob investigação, que começou depois de um empate por 1 a 1 diante do Caen, em maio de 2014, resultado que manteve o clube na segunda divisão na temporada passada. Por conta do processo, Jean-Marc Conrad chegou a ser preso em novembro e acabou banido do futebol por sete anos, posteriormente.

Além de Conrad, o principal acionista do Nîmes, Serge Kasparian, foi suspenso do futebol por 10 anos. Outras quatro pessoas ainda receberam punições menores, que variaram de dois meses a dois anos de banimento.