cruzeiro, arthur caíke

Um corte no braço e uma pancada forte no quadril tiraram o meia-atacante Arthur Caíke de campo na noite da última sexta-feira (25), quando o Cruzeiro perdeu para o Avaí por 1 a 0, no Mineirão, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Entretanto, apesar de o lance ter sido forte, o jogador - que se chocou com a trave em uma tentativa de ataque - preliminarmente, não sofreu lesão grave.

O Cruzeiro informa que após avaliações médicas iniciais o meia-atacante recebeu três pontos no braço direito e sofreu trauma no quadril. A informação foi publicada pelo GE na tarde deste sábado (26).

A reportagem do Hoje em Dia entrou em contato com a assessoria de imprensa do Cruzeiro e solicitou respostas sobre o quadro médico de Arthur Caíke. Mas até a publicação da matéria, o clube não havia se manifestado.

Arthur Caíke se machucou aos 16 minutos do segundo tempo e deixou o campo aos 19 minutos. Ele foi substituído pelo atacante Thiago.

No lance em que se machucou, Arthur Caíke foi deslocado no ar pelo lateral-direito Arnaldo, do Avaí. Com um toque nas costas do cruzeirense, o ala do time de Florianópolis acabou empurrando o adversário para frente, o que fez com que houvesse o choque com a trave.

No decorrer da semana, os médicos do Cruzeiro seguirão analisando a situação clínica de Arthur Caíke. Por enquanto, o jogador ainda não é desfalque para o jogo de quarta-feira, contra a Ponte Preta, também no Mineirão.