Uma cabeçada na bola aos 2 minutos e que foi parar na trave, com Fábio já batido. Essa foi a grande oportunidade que Loco Abreu teve, pelo Athletic, na derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, neste domingo (14), no Mineirão, pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. Uma partida que poderia ter tido um desfecho diferente, na visão do atacante uruguaio, mas cujo resultado acabou sendo justo, diante de uma ‘inexperiência’ do time de São João del-Rei. 

“A ideia nossa era de poder jogar, independentemente da situação do Cruzeiro, mas sabendo da qualidade que (a Raposa) tem. E o campo muda muito, é diferente do que temos no treino e do nosso campo. Controlamos bem o primeiro tempo. A parte física teve a ver, e cansamos. A gente teve muita posse da bola, mas sem agredir, sem aproveitar o 2 contra 1 por fora. Acho que a gente ficou devendo nessa situação”, destacou o jogador.

Ele acredita, no entanto, que partidas como essa se tornam um grande aprendizado para o Athletic para a sequência da competição.

“Contra time grande, como também aconteceu diante do América, o detalhe faz a diferença. Naquele jogo foi bola parada; hoje, o pênalti. Mas é boa a experiência para a gente ver que contra time pequeno é uma coisa, e contra time grande é outra. Vale a experiência”, disse.

O Athletic caiu do quarto para o quinto lugar, com seis pontos. O Cruzeiro ocupa a última vaga do G-4, com sete.

Athletic