Parceiro importante do Atlético há vários anos, mas que ganhou enorme notoriedade entre os torcedores na atual temporada, o empresário Rubens Menin (MRV) deu declaração importante nesta terça-feira (7), com relação à sequência de Sérgio Sette Câmara no posto de presidente do alvinegro.

Conselheiro do clube e responsável por, em pessoa física, emprestar milhões para a contratação de peças pedidas pelo técnico Jorge Sampaoli, Menin elogiou bastante a gestão de Câmara.

"Eu sou amigo do Sérgio há muitos anos. Conheço ele há mais de 20 anos. Sou conselheiro do Atlético. Ele me procurou um dia, disse que precisava fazer esse plano. Eu falei que achava bacana. 'Vai ser duro, mas eu preciso fazer, senão o Atlético acaba'. E o presidente do Flamengo falou isso comigo há seis anos, quando a gente começou a patrocinar o Flamengo, e deu certo'. Eu falei: 'Sérgio, esse é o caminho. Te apoio nisso'", disse o empresário em entrevista à Rádio Itatiaia.

"Confiança não é uma coisa que se compra, se adquire. Acho que essa diretoria vai ser reconhecida pelo trabalho que ela está fazendo no Atlético no futuro. Acho que está no caminho certo e tem nosso apoio", acrescentou, se referindo à contratação das consultorias da Ernst & Young e Falconi.

Com relação ao pleito para o novo triênio (2021 e 2023), Menin acredita que o ideal seria a existência de um candidato único.

"O mais importante é o Atlético ser unido. O Atlético não pode disputar queda de braço internamente, temos que disputar queda de braço no campo com nossos adversários, contra o Flamengo, Cruzeiro, Corinthians, com São Paulo. Disputar queda de braço interna é perder energia. Estou otimista que isso vai acontecer no Atlético", finalizou. Ele foi o convidado do programa Bastidores desta terça. 

Como Lásaro Cândido, atual vice-presidente, não se candidatará novamente para a função, o que se fala nos bastidores do clube é a grande possibilidade de Rafael Menin (presidente da MRV e vice do Conselho Deliberativo do alvinegro) ser o novo "braço-direito" de Sette Câmara.