Após polêmicas e pressão de parte da torcida, Cruzeiro comunica saída de Deivid

Lucas Borges
@lucaslborges91
15/06/2021 às 17:21.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:11
 (Gustavo Aleixo/Cruzeiro   )

(Gustavo Aleixo/Cruzeiro )

O Cruzeiro comunicou, na tarde desta terça-feira (15), a saída do diretor técnico, Deivid. De acordo com o clube estrelado, o desligamento do profissional foi decidido em comum acordo.

Ex-jogador do time, integrante do elenco que conquistou a Tríplice Coroa em 2003, Deivid voltou ao clube em maio do ano passado, a convite do então recém-eleito presidente, Sérgio Santos Rodrigues, inicialmente como diretor técnico.

Homem de confiança de Santos Rodrigues, foi alçado ao posto em outubro, permanecendo na função até janeiro, quando André Mazucco foi contratado. Novamente diretor técnico, continuou auxiliando a diretoria nas movimentações no mercado de transferências.

Além dos cargos diretivos, e de ter atuado como atacante, Deivid também foi auxiliar-técnico e treinador da Raposa.

Cobranças e polêmicas

Na maior parte do período em que esteve ativo no departamento de futebol do Cruzeiro, Deivid sofreu fortes cobranças de parte da torcida celeste revoltada com a má campanha no Campeonato Brasileiro da Série B, em que o time fez uma série de contratações que se mostram equivocadas, além de ter sido comandado por quatro técnicos durante a disputa.

Mesmo sendo apontado por muitos cruzeirenses como um dos principais culpados pelo fracasso em campo, Deivid sempre foi defendido publicamente por Sérgio Santos Rodrigues.

Entretanto, uma conversa vazada no último sábado, entre o agora ex-diretor técnico e o empresário André Cury, parece ter sido determinante para o rompimento da relação.

No diálogo, Deivid afirma que está “respirando por aparelhos” no cargo e pede ajuda a Cury para contratar reforços para a Série B.

Envolvido em uma série de imbróglios com a diretoria, sendo desafeto de Santos Rodrigues, o empresário disse o seguinte: “Amigo, acho que vocês (diretoria do Cruzeiro) vivem em outro mundo!!! Fazem sacanagem com as pessoas e ainda querem pedir ajuda?”.

Em seguida, o ex-atacante se isentou de qualquer responsabilidade em supostos atos praticados contra Cury.

“Eu não faço sacanagem, fui a seu favor. Ainda falaram que eu estou defendendo você porque sou seu amigo. Sou pelo certo. Você não está errado. Pergunta ao Rodrigo Pastana o que falei de você”. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por