De volta ao time após servir a seleção do Uruguai para a disputa das Eliminatórias Sul-Americanas, o meia Arrascaeta encara o compromisso contra o Palmeiras no próximo sábado, às 19h30, no Allianz Parque, em São Paulo, como um divisor de águas para o Cruzeiro na briga por uma vaga na Copa Libertadores.

Na oitava colocação com 51 pontos, o time celeste precisa vencer as três partidas restantes e torcer por tropeços dos adversários para se manter vivo na briga. “Creio que a partida com o Palmeiras vai representar muito e servir para ver em que disputa estaremos no campeonato. Se perdermos, não teremos chance de Libertadores. Se ganharmos, estaremos na briga. Será como uma final para a gente, e temos que tratar de vencer”, disse Arrascaeta.

“É a nossa principal partida, porque é a próxima. Temos que somar os três pontos. Se ganharmos, teremos condições reais de ir à Libertadores. Essa é a nossa decisão”, completou.

No primeiro turno, no Mineirão, Arrascaeta foi o autor do gol da vitória estrelada por 2 a 1. Na avaliação do jogador, no entanto, isso ficou no passado. “Houve esse jogo, mas temos que lembrar também que fomos eliminados da Copa do Brasil por eles. É um grande time. Mas, o que passou, já passou. O importante é o que vem pela frente”, concluiu.