Não deu. O Cruzeiro lutou muito, mostrou clara em relação aos útimos jogos, mas foi páreo para o líder do campeonato. 
 
Jogando no Mineirão, a Raposa perdeu por 2 a 1 para o Flamengo, neste sábado (21), e vai permanecer na zona de rebaixamento do torneio por mais uma rodada. 
 
Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Gabigol, aos seis minutos do primeiro tempo, e por Arrascaeta, que fez valer a lei do ex, aos 21 minutos da segunda etapa. 
 
Thiago Neves, de pênalti, marcou para o time celeste, aos 37 minutos do primeiro tempo. 
 
Com a terceirca derrota seguida no Brasileirão, a Raposa permanece com 18 pontos, na 17ª colocação na tabela de clasisficação. A equipe comandada pelo técnico Rogério Ceni agora torce contra o CSA, que tem 16 pontos, e joga contra o Ceará, neste domingo, às 19h, no estádio Rei Pelé, em Maceió, para não cair uma posição. 
 
O Flamengo, por sua vez, se mantém na liderança, agora com 45 pontos. 
 
A equipe celeste volta a campo na próxima quarta-feira (25), às 19h, para enfrentar o Ceará, no Castelão, em Fortaleza. 
 
No mesmo dia, o Rubro-Negro recebe o Internacional, às 21h30, no Maracanã.
 
O jogo
 
Embalado pela grande fase na temporada, e pela torcida que compareceu em bom número ao Mineirão, o Flamengo iniciou a partida tomando a iniciativa das jogadas ofensivas. 
 
Logo aos seis minutos, após cruzamento de Gérson pela esquerda, Gabigol cabeceou, no canto direito, sem chances  para o goleiro Fábio, abrindo placar para o time carioca. 
 
Depois de suportar a pressão dos minutos iniciais, a Raposa equilibriou o duelo, e começou a se soltar em campo.
 
Aos 24 minutos, Pedro Rocha teve a primeira chance celeste, ao arriscar da entrada da área, e ver a bola passa próxima ao canto esquerdo de Diego Alves. 
 
O gol de empate do time estrelado veio aos 37 minutos. Pedro Rocha tabelou com Thiago Neves, invaviu a área e foi derrubado por Rodrigo Caio, pênalti. Na cobrança, TN10 mostrou categoria, e mandou
no canto esquerdo do goleiro do Rubro-Negro, deixando tudo igual. 
 
Segundo tempo
 
Com a entrada de Ezequiel na vaga de Thiago Neves, o Cruzeiro iniciou a segunda etapa mais ofensivo, agredindo mais o Flamengo. 
 
Aos cinco minutos, Pedro Rocha puxou rápido contra-ataque, invadiu a área e bateu cruzado para boa defesa de Diego. 
 
Um minuto depois, quase a virada da Raposa. Ezequiel recebeu de Robinho dentro da área, dominou e bateu para o gol. A bola desviou no caminho e bateu no pé da trave, com o camisa 1 do Fla já vendido no lance. 
 
Nos minutos seguintes, o entrosamento e a qualidade técnica do time carioca prevaleceu novamente. 
 
Aos 22, Willian Arão avaçou pela direita, cruzou rasteiro, Gabigol fez o corta-luz, e Arrascaeta bateu de primeira, da marca do pênalti, no canto esquerdo de Fábio, marcando o segundo do Flamengo. 
 
O Flamengo quase ampliou aos 30 e aos 37 minutos, mas Gabigol e Arrascaeta erraram o arremate, de frente para Fábio. 
 
Aos 43 minutos, a última chance clara para o Cruzeiro. Henrique cruzou pela direita e encontrou David, que cabeceou por cima do gol de Diego Alves. 
 
Ficha do jogo
 
Cruzeiro 1 x 2 Flamengo
 
Motivo: 20ª rodada do Campeonao Brasileiro
 
Local: Mineirão
 
Arbitragem: Raphael Claus, auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Neuza Ines Back, todos de Santa Catarina.
 
VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)
 
Cartões amarelos: Bruno Henrique (Flamengo); Orejuela  e Fred (Cruzeiro)
 
Gols: Gabigol, aos seis minutos do primeiro tempo, Aarrascaeta, aos 21 minutos do segundo tempo (Flamengo); Thiago Neves, aos 37 minutos do primeiro tempo (Cruzeiro)
 
Público total: 40.333
 
Público pagante: 34.051
 
Renda: R$1.059.046,00
 
Cruzeiro
Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Éderson (Dodô), Thiago Neves (Ezequiel), e Robinho; David e Pedro Rocha (Fred). Técnico: Rogério Ceni
 
Flamengo
Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Arão, Gerson e Arrascaeta (Rhodolfo); Bruno Henrique (Berrío), Vitinho (Piris da Motta ) e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus