Decisivo, autor de gols e assistências importantes e que garantiram títulos ao Cruzeiro nos últimos quatro anos. Dentro de campo esse foi o Arrascaeta que o cruzeirense viu entre 2015 e 2018. No entanto, toda essa história já começa a ficar em segundo plano na cabeça do torcedor, que está bravo pelo comportamento do camisa 10. 

Sem se apresentar para o início da pré-temporada, que aconteceu no dia 3 de janeiro, Arrascaeta está no Uruguai desde o fim de semana. A negativa do Cruzeiro à proposta do Flamengo, segundo o vice-presidente de futebol Itair Machad0, oferecida pelo Rubro-negro diretamente ao jogador, desencadeou a ira do empresário Daniel Fonseca, que impediu o atleta de se concentrar na Toca II neste começo de ano. Por isso, o Cruzeiro não aceita o que fez o Flamengo e ameaça ir à Fifa caso a negociação não tome o rumo certo.

"Solicitei ao Flamengo, na minha conversa, com o vice-presidente de futebol (Marcos Braz): ou paga o Cruzeiro ou retira a proposta, porque o procurador continua peitando o Cruzeiro, porque a proposta que está na mão dele ainda tem valor, então o aliciamento do Flamengo continua a cada dia”, disse Machado em entrevista ao canal Sportv.

A investida flamenguista em Arrascaeta, segundo o próprio dirigente do Cruzeiro, triplicaria o salário do meia-atacante. O Cruzeiro até aceita negociar, desde que o pagamento gire em torno de 14 milhões de euros (cerca de R$ 59 milhões). 

Desse montante, de acordo com itair Machado, 4 milhões de euros abateriam dívidas do Cruzeiro com o Defensor, do Uruguai, clube que revelou Arrascaeta, e o Atenas, também do país vizinho, que liberou o atacante Latorre, um contrapeso para que o camisa 10 fechasse contrato com o clube. 

Incomunicável

A briga entre dirigentes do Cruzeiro e o empresário de Arrascaeta faz com que o jogador fique incomunicável. “Eu até tentei entrar em contato. Provavelmente outros jogadores também tentaram. Provavelmente deve estar isolado, não tivemos resposta”, disse o zagueiro Léo em coletiva na Toca II.

cruzeiro, raposa, arrascaeta, arte