A rivalidade entre os atleticanos e Mano Menezes é anterior às passagens do treinador pela Toca da Raposa II. No comando do Corinthians, em 2014, ele fez uma dança na Neo Química Arena após o centroavante Luciano, hoje no São Paulo, decretar o 2 a 0 sobre o Galo, no final da partida, no confronto de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil daquele ano, vencida pelo Galo.

No jogo de volta, no Mineirão, os atleticanos fizeram 4 a 1 na primeiras das duas grandes viradas que garantiram ao clube a presença na decisão, onde a taça foi conquistada em cima do rival Cruzeiro.

Mano Menezes técnico Bahia

Suspenso, Mano Menezes não vai poder comandar o Bahia do banco de reservas na partida desta segunda-feira, contra o Atlético, no Estádio do Pituaçu, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro

A coisa ficou mais acirrada a partir de 2017, já na segunda passagem de Mano Menezes pelo rival, pois em 2015 ele ficou menos de seis meses na Toca da Raposa II e foi trabalhar no futebol chinês.

Reencotros

Após quase três anos de Cruzeiro, Mano deixou o clube no segundo semestre do ano passado. Logo depois assumiu o Palmeiras, no lugar de Luiz Felipe Scolari, que agora está na Toca II tentando tirar a Raposa da vice-lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com Mano no time paulista, o reencontro dele com o Atlético poderia ter acontecido em 6 de outubro do ano passado, pela 23ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Mas no empate por 1 a 1, no Allianz Parque, que fez o time paulista ficar a cinco pontos do líder Flamengo, os palmeirenses foram comandados por Sidnei Lobo, pois o treinador tinha recebido o terceiro cartão amarelo uma semana antes, em outro 1 a 1, diante do Internacional, no Beira-Rio, em Porto Alegre.
Agora, a história se repete. O Atlético encara o Bahia, nesta segunda-feira (19), às 20h, no Estádio do Pituaçu, em Salvador, mas Mano Menezes não estará na beira do campo, pois foi expulso no 1 a 1 diante do Goiás, na última sexta-feira (16), na Serrinha, em Goiânia.

Dessa vez, nem seu fiel escudeiro e substituto poderá comandar o time do banco de reservas, pois Sidei Lobo também recebeu o cartão vermelho na capital goiana.
E, mais uma vez, o reencontro de Mano Menezes com o Atlético, após fazer história no rival Cruzeiro, será à distância.