Principal nome do MMA na atualidade, Jon Jones está de volta ao UFC. O Ultimate Fight Championship anunciou nesta sexta-feira (23) que o lutador norte-americano está de volta ao seu plantel de lutadores e apto a voltar imediatamente à competição. Em abril, o então campeão dos meio-pesados perdeu seu cinturão e foi suspenso por tempo indeterminado após se envolver em uma série de polêmicas.

"O UFC espera que o lutador atenda todos os termos de seu acordo judicial, incluindo o serviço comunitário obrigatório, uma condição para a sua reintegração. O UFC está discutindo com Jon Jones uma possível data para que o atleta volte ao octógono", escreveu a organização.

"Deixamos claro para Jon Jones que essa nova oportunidade de voltar a lutar no UFC é um privilégio, não um direito, e há grande expectativa que ele siga no caminho certo", disse Lorenzo Fertitta, CEO e presidente do UFC.

Em abril, Jon Jones foi destituído de seu cinturão e suspenso por "violações ao código de conduta" da organização. À época, o americano havia se envolvido em um acidente de carro e deixou feridos, entre eles, uma mulher grávida, que quebrou o braço. O lutador fugiu a pé do local do acidente sem prestar socorro às vítimas.

Flagrado em exame antidoping em janeiro por uso de cocaína, o lutador chegou a se internar em uma clínica para viciados, mas só ficou lá uma noite. Agora, terá a chance de recuperar seu cinturão dos meio-pesados, que foi dele de março de 2011 até entrar na "geladeira" do UFC.