Cazares/Diego Souza

Cazares ainda está em quarentena devido à Covid-19. Recuperado, Diego Souza retomou os treinos

A paralisação do futebol em solo brasileiro, que já ultrapassou a casa dos 100 dias, faz com o que o calendário fique cada vez mais reduzido. Para se ter ideia, hoje, Atlético e Grêmio entrariam em campo em duelo válido pela 12ª rodada da Série A. Deste confronto, inclusive, podemos tirar uma coincidência relacionada à pandemia do novo coronavírus.

Assim como o Alvinegro, o Tricolor Gaúcho tem comemorado semanalmente os testes feitos em atletas e comissão técnica. Até o momento, apenas dois atletas (um de cada clube) testaram positivo. No Galo, o equatoriano Cazares precisou retornar ao estado de quarentena. Ele, inclusive, está de molho desde o último dia de maio. Na equipe sulista, o diagnosticado foi o também meia Diego Souza. Contudo, o jogador já foi reintegrado ao grupo comandado por Renato Portaluppi.

"Hoje (segunda-feira), começamos nossa sétima semana de trabalho na Cidade do Galo. Esse final de semana, realizamos novamente testes em toda a comissão técnica e atletas do grupo profissional, e todos os testes foram negativos. Também na semana passada, realizamos testes no grupo de transição, que também foram todos negativos. Isso nos dá uma segurança de seguir em frente, mostrando que o nosso protocolo vem sendo seguido à risca, nos dando segurança para que o nosso trabalho continue", disse o médico Rodrigo Lasmar.

Testagem
O clube gaúcho, que retornou às atividades 15 dias antes do mineiro, já usou 408 dos 600 testes adquiridos.  "Mostra que estamos no caminho correto desde que começamos o trabalho há nove semanas. Seguimos, diariamente, com os protocolos estabelecidos de forma rígida e eficaz", comentou o médico Paulo Rabaldo.
A última partida oficial disputada pelo Atlético foi em 14 de março, há exatos 109 dias. Na ocasião, que marcou a estreia de Jorge Sampaoli no comando da equipe, o time venceu o Villa Nova por 3 a 1, na nona rodada no Estadual.

O Grêmio, por sua vez, derrotou o São Luiz, por 3 a 2. O confronto foi o terceiro do returno do Gauchão.

Retorno

Coincidência ou não, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são dois dos estados que ainda não contam com panorama de retorno do futebol a curto prazo. A Federação Mineira de Futebol trabalha com a data de 26 de julho para a retomada do Estadual, mas tudo dependerá da evolução da pandemia de Covid-19 e dos protocolos adotados na capital e nos demais municípios envolvidos. O secretário de estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, elogiou o planejamento sanitário feito pela FMF para adoção no restante do torneio.

Já no Rio Grande do Sul o governo estadual resolveu voltar atrás e suspendeu a autorização para os treinos dos clubes, entre os primeiros a serem retomados no país. Com isso, o Grêmio confirmou, nesta terça-feira, que levará seu grupo de atletas para Criciúma (SC), à espera da sinalização para a volta das competições. O clube divulgou nota em que justifica a medida e diz que o poder público não enxerga o futebol como prioridade no momento. "O Grêmio defende uma conduta de enfrentamento reconhecida pela eficiência de procedimentos que tem mantido a integridade física de seus atletas e colaboradores, respeitando todas as determinações das autoridades públicas e de saúde, mas sobretudo acreditando que o futebol precisa também sobreviver ao momento que é difícil para todos os segmentos da sociedade.