Bastante elogiado pelo técnico Rafael Dudamel durante a entrevista coletiva desta sexta-feira (24), na Cidade do Galo, o colombiano Dylan Borrero segue na expectativa de ser relacionado pela primeira vez pelo comandante. Contudo, a decisão não está nas mãos do venezuelano.

Contratado junto ao Santa Fé, da Colômbia, o meia de 18 anos chegou a figurar na lista do primeiro duelo do ano, na vitória por 1 a 0 sobre o Uberlândia, e viajou para o Triângulo Mineiro, mas não pôde constar na súmula do confronto da rodada inicial do Campeonato Mineiro. Tudo por uma pendência em seu país.

Suspenso por dois jogos, após uma expulsão, Dylan não os cumpriu na Colômbia. Com isso, o Atlético acabou alertado pela Federação local de que o jogador teria que cumprir a pena em solo tupiniquim. Contudo, como ainda não foi orientado pela CBF, a diretoria e o departamento jurídico seguem em alerta.

A reportagem do HD apurou que, até a manhã desta sexta, o clube ainda não havia recebido nenhuma resposta da entidade maior do futebol brasileiro; uma requisição de uma notificação formal foi feita, mas sem conclusão até o momento. O Atlético ainda não sabe em qual tipo de competição a punição será executada: estadual, nacional ou internacional.

Caso não obtenha tal resposta até o fechamento do expediente da CBF, o alvinegro, mais uma vez, não poderá contar com o colombiano. No domingo (26), o time encara o Tupynambás, às 16h, no Independência.

"É um garoto fantástico. Teve uma adaptação muito rápida no grupo. Primeiro por ser um bom jogador, depois, porque parece que está há dois anos no Atlético", comentou Dudamel. O treinador, porém, deixou claro que Dylan ainda precisa de um amadurecimento maior, apesar de, dentro de campo, já exibir suas qualidades.