Na busca pela liderança da Série A, o Atlético se apoia principalmente no bom retrospecto diante do Atlético-GO, nos jogos pelo Campeonato Brasileiro disputados em Goiânia, local da partida deste sábado (19), às 21h, no Estádio Olímpico.

Não são muitas partidas, apenas cinco, mas o Galo venceu três, empatou uma e perdeu outra, mesmo assim num ano péssimo, em que brigou contra o rebaixamento até a penúltima rodada do Brasileirão e encerrou sua participação na competição sendo goleado por 6 a 1 pelo Cruzeiro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Nathan meia AtléticoDestaque no início da Era Sampaoli, Nathan, recuperado de lesão muscular, deve ser titular do Atlético neste sábado, em Goiânia, contra o Atlético-GO

O Estádio Olímpico, local do confronto deste sábado, recebeu apenas um dos cinco jogos entre os dois clubes em Goiânia, pois os outros quatro foram no Serra Dourada. É justamente o último jogo entre os dois clubes pela Série A do Campeonato Brasileiro. E o Atlético venceu por 2 a 1, de virada, em 16 de julho de 2017. Os gols alvinegros foram de Fred e Elias, na etapa final. Igor Henrique abriu o placar para os donos da casa no primeiro tempo.

O primeiro jogo entre os dois Atléticos, pelo Brasileirão, em Goiânia, foi há pouco mais de 40 anos. Em 6 de abril de 1980, na estreia dos dois clubes no Grupo G da segunda fase da competição, o Galo ganhou por 2 a 0, gols de Palhinha e Éder.

Dos jogadores que devem participar do confronto deste sábado pelo time do técnico Jorge Sampaoli, um tem boas recordações de um jogo contra o Dragão, na capital goiana. É o capitão Réver, que há quase dez anos, em 2 de outubro de 2010, marcou seu primeiro gol com a camisa atleticana, justamente sobre o Atlético-GO.

E não foi um gol qualquer o do atual capitão alvinegro. Além de decretar o 2 a 2, numa vitória de virada do Galo por 3 a 2, garantida apenas aos 44 do segundo tempo, por Ricardo Bueno, num momento em que o clube brigava contra o rebaixamento, Réver superou o goleiro adversário Márcio, aos 20 da etapa final, com uma bela bicicleta.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO-GO
Jean; Dudu, Éder, João Victor, Nicolas; Edson, Oliveira (Willian Maranhão), Chico; Janderson, Ferrareis (Éverton Felipe), Hyuri (Renato Kayzer). Técnico: Vágner Mancini

ATLÉTICO
Everson (Rafael), Mariano (Guga), Réver (Igor Rabello), Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair, Alan Franco e Nathan; Keno e Eduardo Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli

DATA: 19 de setembro de 2020

HORÁRIO: 21h

ESTÁDIO: Olímpico

CIDADE: Goiânia

MOTIVO: 11ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro

ARBITRAGEM: Edna Alves Batista, auxiliada por Neuza Inês Back e Evandro de Melo Lima, todos de São Paulo

VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)

TRANSMISSÃO: Premiere