Desde o ano passado, o Galo Volpi, um dos símbolos oficiais utilizados pelo Atlético virou motivo de uma briga judicial. Nesta quinta-feira (5), o clube conquistou importante vitória na Justiça Federal, na ação de anulação do registro da marca. 

Em "briga" com o artista plástico Ivã Volpi, criador da obra, a Justiça reconheceu direitos plenos do clube alvinegro e negou qualquer tipo indenização ao autor. A decisão de primeiro foi publicada pelo vice-presidente Lásaro Cândido em sua conta no Twitter.

Ex-funcionário do Atlético na década de 1980, Ivã Volpi ajuizou uma ação em agosto de 2018, na 20ª Vara Federal Cível da capital, contra o Atlético e contra o Instituto Nacional Da Propriedade Industrial (INPI), para discutir a propriedade intelectual e o uso da marca.

De acordo com ele, o clube teria registrado o Galo Volpi “de forma fraudulenta, haja vista a não utilização da marca com a finalidade para a qual foi registrada, qual seja, como serviços de filantropia”.

Apesar da derrota na Justiça Federal, a defesa do artista plástico ainda pode recorrer da decisão.