O Atlético deu um passo importante rumo à classificação às oitavas de final da Copa do Brasil. Jogando no estádio Baenão, em Belém, o Galo venceu o Remo por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (2), no embate de ida da terceira fase do torneio. A equipe alvinegra construiu o placar ainda no primeiro tempo, com gols de Hyoran, aos 14 minutos, e Nacho Fernández, aos 46 minutos.

Com o resultado, os comandados do técnico Cuca poderão perder até por um gol de diferença na segunda partida, marcada para 10 de junho, às 19h, no Mineirão. Uma vitória do time paraense por dois tentos de saldo leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Lembrando que o regulamento da competição não prevê o gol marcado fora de casa como critério de desempate.

Antes de voltar a pensar no Remo, o Atlético muda o foco para o Campeonato Brasileiro. Após estrar na disputa com uma derrota em casa para o Fortaleza, o Galo vai buscar a reabilitação diante do Sport, neste domingo (6), às 20h30, na Ilha do Retiro.

Um dia antes, o Remo, que empatou com CRB fora de casa na primeira rodada da Série B, vai receber o Brasil de Pelotas, às 19h, novamente no Baenão, pela segunda rodada do campeonato. 

O jogo

Mesmo fora de casa, o Atlético iniciou a partida dominando as ações ofensivas. Com muita movimentação e rápidas trocas de passes, o Galo envolveu o adversário, e abriu o placar com Hyoran, aos 14 minutos. O camisa 20 recebeu passe de Nacho, já dentro da área, e bateu cruzado, no canto direito de Vinícius para abrir o placar.

Aos 46 minutos, Hulk puxou contra-ataque desde o meio-campo e serviu Nacho, que, praticamente sem goleiro, só empurrou para as redes.

No segundo tempo do jogo, o Galo reduziu o ritmo e viu o Remo melhorar em campo. Aos 9 minutos, Everson fez grande defesa em cabeçada de Lucas Siqueira e impediu que os donos da casa diminuíssem a desvantagem.

No decorrer da etapa final, o Alvinegro voltou a equilibrar as ações e ainda viu Marrony desperdiçar duas chances claras de gol, de frente para o goleiro.

Em suma, foi uma vitória que acabou sendo justa, de um Atlético que superou a ausência de sete jogadores (seis selecionáveis e Keno machucado) e encaminhou a classificação para a fase seguinte.

A FICHA TÉCNICA

REMO 0
Vinícius; Thiago Ennes (Wellington Silva), Suéliton, Rafael Jansen e Marlon; Lucas Siqueira (Edson Cariús), Uchôa (Vinícius Kiss) e Felipe Gedoz; Jefferson (Wallace), Lucas Tocantins e Renan Gorne (Dioguinho). Técnico: Paulo Bonamigo

ATLÉTICO 2
Everson; Mariano, Réver, Igor Rabello e Dodô; Allan, Tche Tchê e Nacho (Jair); Hyoran (Marrony), Sasha (Zaracho) e Hulk (Sávio). Técnico: Cuca

DATA: 2 de junho de 2021 (quarta-feira)
ESTÁDIO: Baenão
CIDADE: Belém (PA)
MOTIVO: Terceira fase da Copa do Brasil
ARBITRAGEM: Antônio Dib Moraes de Souza, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Márcio Iglésias Araújo Silva, todos do Piauí
CARTÕES AMARELOS: Marlon (Remo); Dodô (Atlético)
GOLS: Hyoran aos 14 minutos e Nacho aos 46 do primeiro tempo

Leia Mais:
Fim do tabu: Atlético volta a estrear com vitória na Copa do Brasil após sete anos
Réver anseia por atuação do ‘primeiro tempo’ contra o Remo para o Galo garantir vaga