O Atlético está nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Jogando no Independência, o Galo venceu o Botafogo por 2 a 0, nessa quarta-feira (31) e garantiu a classificação para a próxima fase do torneio. Fábio Santos, de pênalti, e Vinícius marcaram no segundo tempo para o Galo, que havia vencido o duelo de ida por 1 a 0, no Rio de Janeiro.

Na sequência da competição, a equipe comandada pelo técnico Rodrigo Santana vai enfrentar o La Equidad, da Colômbia. O jogo de ida será no dia 21 de agosto, em Belo Horizonte. Já o segundo confronto está marcado para o dia 28 de agosto, em Bogotá. 

Apesar do triunfo, o Atlético encontrou muitas dificuldades no duelo, especialmente no primeiro tempo. Bem postado em campo, o time carioca ofereceu muita resistência ao Galo nos 45 minutos iniciais, chegando, inclusive, a acertar o travessão do goleiro Cleiton.

Na segunda metade do duelo, o Alvinegro de Minas se impôs em campo, pressionou o rival e conseguiu os gols que sacramentaram a vaga na próxima fase da competição. Jair e Vinícius foram os destaques no ataque com boas atuações.

Antes de voltar a pensar na Sul-Americana, o Atlético tem um grande desafio no Campeonato Brasileiro. No domingo (4), o Galo faz o clássico com o Cruzeiro, às 19h, no Independência, pela 13ª rodada da competição.

No mesmo dia, o Botafogo enfrenta o Avaí, em Florianópolis, às 16h.

O jogo

Precisando reverter a desvantagem no confronto, o Botafogo iniciou o duelo tentando assumir as ações ofensivas. Com muitas dificuldades na saída de bola e na criação das jogadas, o Atlético demorou a encontrar seu jogo nos primeiros minutos da partida.

A primeira oportunidade de gol foi da equipe carioca, aos 14 minutos. Luiz Fernando fez jogada individual pelo meio campo, arriscou de longe e levou perigo à meta de Cleiton. Dois minutos depois, Cícero, também em finalização de fora da área, exigiu boa defesa do goleiro do Galo.

O time comandado pelo técnico Rodrigo Santana chegou pela primeira vez  no ataque aos 16 minutos. Chará desceu pela esquerda, tabelou com Vinícius e chutou cruzado, assustando Gatito Fernández.

Aos 26 minutos, Cleiton apareceu bem ao defender chute de Rodrigo Pimpão, de dentro da área. Otero, até então sumido na partida, criou uma boa chance aos 34 minutos. O meia finalizou de fora da área, com muita força, e Gatito defendeu.

Três minutos depois, de novo Otero. Após cruzamento de Ricardo Oliveira pela esquerda, o venezuelano se esticou todo na segunda trave, mas desviou pela linha de fundo. A melhor chance do primeiro tempo foi do Botafogo. Aos 43 minutos, o lateral-direito Marcinho cobrou falta da entrada da área no travessão.

Segundo tempo

Na etapa complementar da partida, o Atlético, que encontrou muitas dificuldades nos 45 minutos iniciais, equilibrou as ações e conseguiu impor o seu jogo. Aos 14 minutos, Vinícius fez boa jogada pela direita, serviu Otero, que bateu de primeira, exigindo outra boa intervenção do goleiro do Botafogo.

Cinco minutos depois, nova chegada do Galo. Elias invadiu a área pela direita, chutou cruzado e Gatito defendeu. No minuto seguinte, após passe de Patric, o colombiano Chará escorou para Vinícius, que bateu de primeira, à direita da meta botafoguense.

A primeira oportunidade de perigo do time da estrela solitária aconteceu aos 26 minutos. Após cruzamento da direita, Alex Santana desviou de cabeça, com perigo ao gol de Cleiton.

O gol do Atlético, que vinha amadurecendo na partida, veio aos 31 minutos. Jair, melhor jogador do Atlético em campo, fez bela jogada individual, invadiu a área e foi derrubado por Alan Santos. Pênalti. Na cobrança, Fábio Santos bateu forte, no ângulo esquerdo, sem chances para Gatito.

Aos 36 minutos, Ricardo Oliveira teve a chance de quebrar o jejum de 15 jogos sem marcar. O camisa 9 do Galo recebeu pela esquerda, invadiu a área, bateu forte, exigindo excelente defesa do goleiro botafoguense.

Quatro minutos depois, o Pastor novamente chegou perto de marcar. Vinícius lançou Oliveira, que bateu firme e parou em Gatito, que espalmou. No rebote, o próprio Vinícius soltou uma pancada para ampliar o marcador.

FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 2 X 0 BOTAFOGO

Motivo: Jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana
Local: Arena Independência
Gols: Fábio Santos, aos 31 e Vinícius, aos 40 minutos do segundo tempo Cartões amarelos: Jair e Vinícius (Atlético); Luiz Fernando (Botafogo) Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Marcelo Van Gasse e Bruno Pires (todos de São Paulo). VAR: Leodan Gonzáles (Uruguai).
Público: 22.385 torcedores.
Renda: R$ 465.166,00.

Atlético: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabelo e Fábio Santos; Jair (Zé Welison), Elias, Vinícius e Otero (Geuvânio); Chará (Luan) e Ricardo Oliveira. Técnico: Rodrigo Santana

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Cícero e Gílson; Gustavo Bochecha (Igor Cássio), Alex Santana, Luiz Fernando e João Paulo (Alan Santos); Diego Souza e Rodrigo Pimpão (Leo Valencia). Técnico: Eduardo Barroca