O Atlético divulgou valores com relação à sua vida financeira nesta sexta-feira (23), durante o lançamento do Galo Business Day. De acordo com Paulo Braz, diretor de administração e finanças, o clube fechou o ano de 2020 com uma dúvida de R$ 1,209 bilhão, mas ressaltou também que o patrimônio da agremiação cresceu, chegando a quase R$ 1,3 bilhão, maior do que o débito do Alvinegro.

Segundo ele, o Galo possuía um patrimônio de R$ 780 milhões em 2019, e o valor cresceu, por conta de R$ 277 milhões de aumento do patrimônio imobiliário e R$ 204 milhões de patrimônio intangível. A tendência é, nas palavras de Braz, que já tenha ultrapassado R$ 1,5 bilhão.

O valor do patrimônio supera o da dívida, que cresceu de R$ 747 milhões para R$ 1,2 bilhão de 2019 a 2020.

De acordo com o clube, 36% desse valor de R$ 1,2 bilhão é de dívida não onerosa com Ricardo Guimarães e a família Menin.

Elenco

Com relação ao plantel, houve um acréscimo financeiro. De acordo com Braz, foram investidos R$ 253 milhões em atletas em 2020 e 2021, com valorização de R$ 650 milhões.