A trágica morte do ex-astro da NBA, Kobe Bryant, chocou o mundo dos esportes. Atletas do basquete e outras modalidades foram às redes sociais para manifestar a tristeza pelo falecimento de Black Mamba, sua filha Gianna (de 13 anos) e outros sete ocupantes do helicóptero de Bryant, que caiu em Calabasas, na Califórnia. 

No Brasil, diversos clubes de futebol e entidades esportivas também manifestaram solidariedade aos amigos e familiares do ex-jogador. O Atlético postou em sua conta no Twiter uma foto de uma ocasião em que Ronaldinho Gaúcho entregou uma camisa do clube ao atleta do Los Angeles Lakers.

O Cruzeiro também registrou seu lamento, também pelo Twitter. O clube celeste relembrou uma frase de Bryant que dizia: "É preciso sempre estar no limite. Fazer cada treinamento e cada partida como se fossem os últimos".

 

Em seguida escreveu: "Nosso respeito a Kobe Bryant, um dos maiores atletas de todos os tempos, referência para todos aqueles que amam o esporte de alto nível em sua essência."

Kobe em números

Kobe Bryant foi um dos maiores jogadores da NBA, conquistou cinco títulos da franquia e foi medalha de ouro em dois jogos Olímpicos (2008, em Pequim, e 2012, em Londres). 

Dos 20 anos em que atuou como profissional, Bryant figurou 18 vezes no NBA All-Star Game, partida que seleciona os melhores atletas de cada conferência. Anotou 33.643 pontos, com uma média de 25 conversões por partida. 

Ele foi o quarto maior pontuador da história da NBA, ficando atrás apenas de Kareem Abdul-Jabbar, Karl Malone e LeBron James, que o superou na noite de sábado. Inclusive, o último tuíte de Bryant foi para parabenizar o colega.