Não importa o quão ágil seja o meia-atacante Arrascaeta, se Alisson está em seus dias endiabrados ou se a canhota do lateral Douglas Santos foi afiada. O trio de jogadores de Atlético e Cruzeiro não será capaz de driblar o calendário do futebol brasileiro. A convocação para defender as seleções olímpicas do Brasil e Uruguai, neste mês, está dentro de um pacote negativo: ficar fora do duelo entre Galo x Raposa, pela nona rodada do Mineiro.
 
Em ano de Eliminatórias para a Copa do Mundo 2018, Olimpíada e Copa América nos Estados Unidos, a ausência dos selecionáveis da dupla mineira, no primeiro clássico entre eles na atual temporada, é apenas a primeira chama de uma fogueira que queimará durante todo o ano de 2016. As datas reservadas para os compromissos das seleções irão afetar quase um turno inteiro do Brasileirão (16 rodadas).

O clássico da primeira fase do Estadual poderia ter sido poupado de tal risco. Mas, diante da tabela rígida da FMF, o jeito é contar com a força do elenco para suprir as ausência.

“O prejuízo é para o espetáculo e para os jogadores que perderão a chance de vivenciar o clássico. Mas, de qualquer forma, o Cruzeiro tem um elenco qualificado, bons jogadores em todas as posições e muita segurança com relação à equipe que irá a campo”, afirma o diretor de futebol da Raposa, Thiago Scuro, ao Hoje em Dia.

 

DESTAQUE – Principal atacante do Cruzeiro, Alisson desfalca o time no clássico do dia 27

 

Além do trio de jogadores já confirmados como ausências da partida em 27 de março, o Atlético ainda corre o risco concreto de perder Erazo e Cazares. O primeiro é titular absoluto da seleção equatoriana, líder das Eliminatórias. Já o meia-atacante esteve presente nas últimas chamadas do técnico Gustavo Quinteros.

TENTATIVA

Para minimizar os efeitos que as Eliminatórias terão no Campeonato Brasileiro, no segundo turno do calendário, a CBF promoverá uma pequena pausa na disputa da Série A. Isso não ocorrerá, porém, durante a Copa América e a Olimpíada.
 
Por outro lado, a pausa surge apenas como uma resolução paliativa. Afinal, se não haverá rodada do Brasileirão entre os jogos das Eliminatórias, a competição é retomada um dia após o segundo jogo das seleções sul-americanas.

A Conmebol reservou seis datas de Eliminatórias para o segundo semestre: duas em setembro, duas em outubro e duas em novembro, o que gerou o adiamento das rodadas 24, 30 e 35 do Brasileirão.
 
ADIAMENTO
 
De acordo com o regulamento do Mineiro, o Atlético, mandante do clássico, poderia solicitar uma outra data para a disputa do jogo. Entretanto, precisaria do aval da Globo - detentora dos direitos de transmissão - e da flexibilidade no calendário do rival Cruzeiro, dois obstáculos praticamente insuperáveis.
 

CALENDÁRIO

ELIMINATÓRIAS DA CONMEBOL
- 24 e 29 de março
- 2 e 6 de setembro
- 7 e 11 de outubro
- 11 e 15 de novembro

OLIMPÍADA
- 3 a 21 de agosto

COPA AMÉRICA
- 8 a 26 de junho

AMISTOSOS INTERNACIONAIS (Datas Fifa)
- 28 e 31 de maio

COMPROMISSOS AFETADOS
- 27/3: 9ª rodada do Campeonato Mineiro  (Atlético x Cruzeiro)
- 29/5: 3ª rodada do Campeonato Brasileiro
- 01/6: 4ª rodada do Campeonato Brasileiro
- 08/6 a 26/6: 6ª a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro
- 03/8 a 21/8: 18ª a 22ª rodada do Campeonato Brasileiro
- 07/9:  24ª rodada do Campeonato Brasileiro
- 12/10: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro
- 16/11: 35ª rodada do Campeonato Brasileiro

POSSÍVEIS DESFALQUES DOS RIVAIS EM 2016

Atlético
- Douglas Santos (Seleção Olímpica e Principal)
- Clayton (Seleção Olímpica)
- Erazo (Seleção do Equador)
- Cazares (Seleção do Equador)

Cruzeiro
- Lucas Romero (Seleção Olímpica da Argentina)
- Giorgian de Arrascaeta (Seleção do Uruguai)
- Alisson (Seleção Olímpica)