Palmeiras x Atlético

Hulk marcou seu 15º gol no Campeonato Brasileiro e se isolou ainda mais na artilharia do Brasileirão

As contas do torcedor atleticano já estavam feitas. Uma vitória sobre o Palmeiras e um tropeço do Flamengo diante do Grêmio permitiriam que a confirmação do título brasileiro acontecesse no domingo (28), quando a equipe comandada por Cuca receberá o Fluminense no Mineirão. A parte do time carioca aconteceu, mas o Galo falhou em fazer o seu papel. No Allianz Parque, o Alvinegro empatou com o Palmeiras, por 2 a 2, e terá de aguardar um pouco mais para ser, enfim, bicampeão.

Os empates de Atlético e Flamengo mantiveram a equipe mineira com oito pontos de vantagem. Agora, o time rubro-negro pode fazer, no máximo, 79 pontos. Para superar essa pontuação, o Galo precisa de mais cinco. Ou seja, o título virá com mais uma vitória e dois empates. Outra alternativa, para confirmar a conquista ainda mais cedo, seriam dois triunfos.

Caso vença o Fluminense no domingo, no Mineirão, o Atlético poderá ser campeão na terça-feira (30) sem entrar em campo. Isso porque, nesse dia, o Flamengo vai encarar o Ceará, no Maracanã. Se não ganhar do Vozão, o Urubu não poderia alcançar mais o Galo.

Dois gols em cada tempo

Contando com o apoio de quase dois mil torcedores no Allianz Parque, o Atlético teve dificuldades para criar chances de gol. E mesmo com reservas, foi o Palmeiras que abriu o placar.

Aos 27 minutos, Wesley recebeu na entrada da área, cortou para o meio e acertou o canto esquerdo de Everson.

Nove minutos depois, o Galo conseguiu o empate. Arana tabelou com Jair e finalizou no meio do gol. Jailson rebateu para o meio da área, e Zaracho completou para as redes.

Na etapa final, Everson esteve perto de ter uma noite de herói. Depois de defender pênalti cobrado por Patrick de Paula, o goleiro atleticano falhou numa saída do gol, e Deyverson, de cabeça, recolocou o Palmeiras em vantagem.

Mais uma vez, o Atlético buscou o empate. Aos 16 minutos, Hulk arriscou de fora da área e mandou no canto direito de Jailson. O gol no Allianz Parque isolou o camisa 7 na artilharia do Brasileirão, com 15.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras 2 x 2 Atlético

Palmeiras

Jailson, Marcos Rocha, Kuscevic, Renan e Jorge (Vitor Luis); Patrick de Paula, Danilo Barbosa e Gabriel Menino (Matheus Fernandes); Wesley (Willian), Deyverson e Gabriel Verón (Breno Lopes)

Técnico: Abel Ferreira

Atlético

Everson; Guga (Mariano), Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair (Vargas), Zaracho (Eduardo Sasha) e Nacho Fernández (Tchê Tchê); Hulk e Diego Costa (Keno)

Técnico: Cuca

DATA: 23 de novembro de 2021 (terça-feira)

LOCAL: Allianz Parque

CIDADE: São Paulo (SP)

MOTIVO: 35ª rodada do Campeonato Brasileiro

ARBITRAGEM: Anderson Daronco (FIFA), auxiliado por Rafael da Silva Alves (FIFA) e Michael Stanislau, todos gaúchos

VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

CARTÕES AMARELOS: Marcos Rocha, Renan, Gabriel Menino e Deyverson (Palmeiras); Diego Costa, Nacho Fernández e Junior Alonso (Atlético)

GOLS: Wesley, aos 27 minutos, e Zaracho, aos 36 minutos do primeiro tempo. Deyverson, aos 11 minutos, e Hulks, aos 15 minutos do segundo tempo