Líder do Campeonato Brasileiro, o Atlético aumentou em mais um ponto sua vantagem para o segundo colocado. Na noite deste sábado (25), o time comandado por Cuca empatou com o São Paulo, por 0 a 0, no Morumbi, e contou com ajuda do Corinthians para ampliar a distância para o Palmeiras.

Antes de a bola rolar para Galo e Tricolor, o Porco perdeu para seu arquirrival por 2 a 1 e parou nos 38 pontos. Assim, ao empatar com o São Paulo, o Atlético, com 46, abriu oito pontos de vantagem para o vice-líder.

Na manhã deste domingo, será a vez da torcida atleticana torcer por uma ajuda do rival América, que recebe o Flamengo no Independência. Na terceira colocação, o Rubro-negro está a 12 pontos do Galo, mas com três jogos a menos que a equipe de Cuca.

Atlético

Atlético e São Paulo não saíram do 0 a 0 no Morumbi

Cuca poupa titulares no Atlético

Já sem poder contar com os atacantes Savarino e Diego Costa, ambos se recuperando de lesões, Cuca decidiu preservar outros titulares do Galo. 
De olho no jogo decisivo contra o Palmeiras, na terça-feira (28), pelas semifinais da Copa Libertadores, o treinador deixou três titulares no banco de reservas: o lateral-direito Mariano, o volante Jair e o meia Nacho Fernández.

O Atlético começou o duelo com o São Paulo com três zagueiros e teve dificuldades para criar oportunidades de gol. O Tricolor, também escalado no esquema 3-5-2, bloqueou a entrada da área e aplicou marcação forte sobre os atacantes Hulk e Vargas.

A melhor chance do time alvinegro no primeiro tempo foi com Nathan, em chute de fora da área defendido pelo goleiro Tiago Volpi. Já os donos da casa não exigiram nenhuma defesa de Everson na primeira metade de jogo.

Mais chances de gol no segundo tempo

Logo no início da etapa final, Vargas teve uma boa oportunidade e bateu cruzado, à direita de Volpi. Porém, foi o time comandado por Crespo que passou a dominar o jogo.

A primeira grande chance do São Paulo na partida aconteceu aos 5 minutos do segundo tempo. Em contra-ataque rápido, Rodrigo Nestor conseguiu superar os zagueiros atleticanos, mas teve chute bloqueado por Guga dentro da área.

Diante da ameaça tricolor de crescer na partida, Cuca acionou o banco e recorreu aos titulares que haviam sido preservados inicialmente. Jair e Nacho substituíram Réver e Nathan. Além deles, Alan Franco entrou no lugar de Allan. Assim, o Galo voltou a jogar no esquema 4-4-2.

Rigoni acerta o travessão, e Galo tem gol anulado

Aos 18 minutos do segundo tempo, o São Paulo levou perigo em cobrança de falta na ponta esquerda. Rigoni bateu direto e a bola acertou o travessão.
O troco do Atlético veio aos 27. Arana cruzou da esquerda, e Hulk, de peixinho, cabeceou no canto esquerdo de Volpi. No entanto, o gol foi anulado por impedimento do lateral-esquerdo no começo da jogada.

Arana voltou a ser protagonista de duas boas chances já nos minutos finais. O camisa 13 arriscou de longe e, depois, de dentro da área, obrigando Volpi a fazer grandes defesas.

O time alvinegro, entretanto, não conseguiu balançar as redes, encerrando uma sequência de 13 jogos marcando gols.

Próximos compromissos

Na próxima rodada do Brasileirão, o Atlético jogará em casa. A equipe alvinegra recebe o Internacional no sábado (2), às 21h, no Mineirão. 

Mas, antes de jogar pelo Campeonato Brasileiro, o Galo decide uma vaga na final da Copa Libertadores. Na terça-feira (28), às 21h30, será a vez de enfrentar o Palmeiras, no Mineirão, no jogo de volta das semifinais. Na ida, em São Paulo, as equipes empataram por 0 a 0.

Já o São Paulo volta a campo no próximo domingo (3), às 16h, diante da Chapecoense, em Chapecó.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0
Volpi; Arboleda, Miranda e Léo; Galeano, Luan, Rodrigo Nestor (Sara), Liziero e Welington (Reinaldo); Rigoni (Marquinhos) e Luciano (Calleri)
Técnico: Hernán Crespo

ATLÉTICO 0
Everson; Nathan Silva, Réver (Jair), Junior Alonso; Guga, Allan (Alan Franco), Zaracho (Hyoran), Nathan (Nacho Fernández) e Guilherme Arana; Hulk e Vargas (Sasha)
Técnico: Cuca

DATA: 25 de setembro de 2021 (sábado)
LOCAL: Morumbi
CIDADE: São Paulo
MOTIVO: 22ª rodada do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Wilton Pereira Sampaio (Fifa), auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa) e Bruno Raphael Pires (Fifa), todos de Goiás
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
CARTÕES AMARELOS: Miranda (São Paulo); Guga (Atlético)