Atlético encaminhará ofício à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), organizadora do Campeonato Brasileiro, para reclamar da arbitragem de Bráulio da Silva Machado no jogo contra o Botafogo, vencido pelos cariocas por 2 a 1.
 
O ponto maior de reclamação foi a marcação de pênalti após cobrança de falta, em que Igor Rabello teria tocado a bola com o braço, descolando-o um pouco do corpo. O lance gerou a expulsão do zagueiro e a marcação de pênalti, convertido por Diego Souza.
 
O diretor de futebol do Galo, Rui Costa, lamentou o fato em virtude de um lance idêntico que teria ocorrido com zagueiro do Botafogo, Carli. "Porque ele não revisou o lance do Carli?! Uma coisa é interpretação, outra é erro que interfere no resultado do jogo. Em um lance, do Grêmio contra o Athletico-PR, ele interpretou diferente".
 
O técnico Rodrigo Santana tem opinião semelhante: "Se foi pênalti do Igor, foi pênalti do Carli, foi pênalti do Grêmio no Athletico-PR. Mudou a direção da bola, teve vantagem para o defesor, então foi pênalti para a gente", analisou.
 
Costa também reclamou sobre o fato de o árbitro ter encerrado a partida 20 segundos antes, quando o Atlético buscava o empate, e sobre uma possível ofensa de Silva Machado ao volante Elias, que o teria mandando calar a boca.