O Atlético está muito perto de anunciar o atacante Eduardo Vargas (do Tigres, do México) como seu mais novo reforço. O chileno é aguardado no sábado (7) para fazer exames médicos e, se aprovado, assina contrato de dois anos com o Galo, segundo apurou o Hoje em Dia

O clube alvinegro estaria disposto a pagar até 1,5 milhão de euros (algo em torno de R$ 10 milhões). Os valores não são oficiais.

Caso o negócio se concretize, o avante chileno chegaria com uma missão que nenhum centroavante do Galo conseguiu nesta temporada: resolver os problemas do ataque.

Após as saídas de Franco Di Santo e Ricardo Oliveira, que estiveram longe de serem referências do setor ofensivo, Sampaoli apostou em Marrony como homem-gol. No entanto, o avante, que geralmente atua pelas pontas, não teve sucesso jogando improvisado.

A primeira solução atendeu pelo nome de Sasha. Autor de 14 gols no último Brasileiro pelo Santos, ficando atrás apenas dos flamenguistas Gabigol (25 gols) e Bruno Henrique (21), ele veio com a aval do treinador argentino, com quem trabalhou no Peixe em 2019. Porém, com apenas três gols em 17 partidas, ainda não convenceu.

Isso fez o Atlético ir ao mercado, em busca de Vargas. Com a janela de transferências fechando no dia 9 de novembro, o clube agiu rápido para angariar aquele que é a mais nova aposta de Sampaoli.

Contudo, Vargas também não tem status de goleador nesta temporada. Na atual Liga do México, fez somente três gols em 14 jogos. Isso sem contar que não necessariamente ele atua como centroavante, sendo utilizado em outras posições do setor. Nos cinco últimos duelos, foi reserva em quatro.

 

Atlético