Paulinho McLaren, Paulo Nunes, Romário, Edmundo, Washington, Fred, Luciano, Luís Fabiano e Gabigol. Sabe o que esses nomes têm em comum? Todos eles foram goleadores da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, pelo menos em uma edição de cada torneio. Nesta temporada, o atleticano Hulk tenta ingressar nessa galeria e, de quebra, igualar um feito que apenas Gabriel Barbosa obteve.

O atual atacante do Flamengo foi o único atleta a emplacar, em um mesmo ano, a artilharia das duas competições. Isso aconteceu em 2018, quando anotou quatro tentos na Copa do Brasil e 18 na Série A, em ambas trajando o uniforme do Santos.

Gabigol também faturou a artilharia de outras duas Copas do Brasil, em 2014 (seis gols) e 2015 (oito gols), pelo Peixe, e de um Brasileirão, em 2019 (25 gols), pelo Urubu (confira mais abaixo a lista de quem foi artilheiro dos dois torneios).

Atlético

Vingador

Hulk é o atual goleador do torneio mata-mata e do por pontos corridos. Na Série A, ele soma 11 gols, dividindo o topo com Yuri Alberto (Internacional) e Gilberto (Bahia).

Na copa, balançou as redes cinco vezes, assim como Rigoni (São Paulo) e Rossi (Bahia); esses dois já foram eliminados na competição. Há atletas do Fortaleza (David e Wellington Paulista) e Athletico-PR (Renato Kayzer), cada um deles com quatro tentos, que seguem vivos na disputa.

Hulk é o artilheiro do Galo nesta temporada, com 25 gols em 55 partidas, média de 0,45 por confronto. Principal arma do setor ofensivo alvinegro, anotou quatro gols nos últimos quatro embates da equipe comandada pelo técnico Cuca, incluindo um nos 4 a 0 em cima do Fortaleza, no Mineirão, pelo duelo de ida das semifinais da Copa do Brasil. Nesta quarta, o Atlético, voltará a bater de frente com o Tricolor, pelo jogo de volta, valendo vaga na decisão do torneio mata-mata.

Fica a expectativa se Hulk será utilizado ou poupado do confronto, até porque o Atlético encara o Flamengo no sábado, no Maracanã, em partida-chave na busca pelo título do Brasileiro. Mas se depender dele, estará em campo em ambas as oportunidades. E, quem sabe, estufando as redes novamente.

Leia mais:
O que falta para o título? Veja as contas para o Atlético ser campeão brasileiro em 2021
CBF define árbitro para partida decisiva entre Atlético e Flamengo no Campeonato Brasileiro
Atlético ultrapassa marca dos 75 mil sócios ativos, e Galo na Veia se torna maior programa do Brasil

 

Artilheiros na Copa do Brasil e no Brasileirão

Paulinho McLaren
Copa do Brasil 1994: 6 gols, pelo Internacional 
Brasileirão 1991: 15 gols, pelo Santos

Paulo Nunes
Copa do Brasil 1997: 9 gols, pelo Grêmio
Brasileirão 1996: 16 gols, pelo Grêmio

Romário
Copa do Brasil 1998: 7 gols, pelo Flamengo
Copa do Brasil 1999: 8 gols, pelo Flamengo
Brasileirão 2001: 21 gols, pelo Vasco
Brasileirão 2005: 22 gols, pelo Vasco

Edmundo
Copa do Brasil 2008: 6 gols, pelo Vasco
Brasileirão 1997: 29 gols, pelo Vasco

Washington
Copa do Brasil 2001: 11 gols, pela Ponte Preta
Brasileirão 2004: 34 gols, pelo Athletico-PR
Brasileirão 2008: 21 gols, pelo Fluminense

Fred 
Copa do Brasil 2005: 14 gols, pelo Cruzeiro
Brasileirão 2012: 20 gols, pelo Fluminense
Brasileirão 2014: 18 gols, pelo Fluminense
Brasileirão 2016: 14 gols, por Fluminense e Atlético

Gabriel
Copa do Brasil 2014: 6 gols, pelo Santos
Copa do Brasil 2015: 8 gols, pelo Santos
Copa do Brasil 2018: 4 gols, pelo Santos
Brasileirão 2018: 18 gols, pelo Santos
Brasileirão 2019: 25 gols, pelo Flamengo

Luciano
Copa do Brasil 2019: 5 gols, pelo Fluminense
Brasileirão 2020: 18 gols, pelo São Paulo

Luís Fabiano
Copa do Brasil 2012: 8 gols, pelo São Paulo
Brasileirão 2002: 19 gols, pelo São Paulo