O Atlético divulgou, na tarde desta quarta-feira (9), que chegou a um acordo para o pagamento da dívida que o clube tem com a família de Ricardo Guimarães. 

De acordo com o Atlético, o empresário assinou aditivos que concederam descontos importantes em relação ao valor original. A dívida passou de R$ 247 milhões para R$ 85 milhões, após o fechamento do acordo, que inclui pagamentos parcelados e patrocínio. 

Veja o formato do acordo divulgado pelo Atlético:

a) R$ 3,9 milhões em quatro parcelas anuais: a primeira de R$ 900 mil, em julho de 2021; e as outras três de R$ 1 milhão, sempre no mês de julho, em 2022, 2023 e 2024;

b) R$ 16,1 milhões em 92 parcelas mensais de R$ 175 mil, sendo a primeira e a segunda em junho de 2021;

c) R$ 65 milhões serão quitados através da cessão do direito ao patrocínio máster da camisa do time profissional masculino, pelo período de 6,5 anos, a partir de janeiro de 2022, o que equivale ao investimento de R$ 10 milhões por ano de patrocínio. Esse período poderá ser reduzido ou ampliado, de acordo com a valorização do patrocínio máster. O período máximo para o caso de ampliação é de 9 anos.

Leia Mais:
Cuca e Sergio Coelho visitam torcedor atleticano que luta contra um câncer
Prováveis escalações, dúvidas e desfalques de Atlético e Remo para a partida desta quinta
Selecionáveis do Galo: veja como os atletas foram utilizados nas Eliminatórias