Apesar de ainda não saberem quando a bola voltará a rolar no país, os clubes brasileiros já começam a traçar algumas estratégias para gerar receitas. A preocupação se dá, principalmente, pela certeza de que, pelo menos no início, os estádios não contarão com a presença de torcedores.
 
Com os prejuízos causados durante a pandemia do novo coronavírus, o Atlético se espelha numa iniciativa vinda da Europa - ideia criada pelo Borussia Mönchengladbach, da Alemanha -, e já estuda cobrar ingressos a preços populares para que os atleticanos tenham direito a uma foto nas cadeiras de Mineirão ou Independência (depende de onde for atuar).
 
Durante a live da TV Galo, exibida nesta sexta-feira (15), o presidente Sérgio Sette Câmara revelou que o clube já analisa tal possibilidade. Os valores, inclusive, ainda não foram estipulados.
 
No Brasil, o Corinthians também copiou o modelo do Velho Mundo, mas com preços um pouco mais salgados. O Timão cobrará entre R$ 49 e R$ 299 para estampar a imagem de seus adeptos.
 
No Bandeirão (foto impressa em bandeirão na arquibancada): R$ 49,90; Na cadeira (totem de 60 cm em material rígido e resistente: R$ 199,90; Plano VIP (totem + envio de réplica autografada): R$ 299,90.