Se o interesse do Atlético no meia Alê, do América, não passou de uma simples consulta em meados de agosto, recentemente se transformou em algo mais sólido. Apesar de não contar com telefonemas de Jorge Sampaoli, a conversa entre os clubes envolveu até os dois presidentes, Sérgio Sette Câmara e Marcus Salum, que têm excelente relação também fora do mundo da bola.

De acordo com informação recebida pelo Hoje em Dia, a diretoria do Alvinegro procurou a do Coelho há quase dez dias e pediu para que colocasse um preço no meia de 30 anos. Contudo, o Alviverde rechaçou a ideia, agradeceu o interesse, e disse que não deseja negociá-lo.

Buscando outros meios de tentar um desfecho diferente, o Atlético procurou também o staff do atleta que encheu os olhos de Sampaoli durante o Campeonato Mineiro. Desta vez, com Mattos e intermediários. Uma fonte, que pediu para não ser identificada, disse ao HD que agente e jogador enxergam com bons olhos uma possível troca de camisa; porém, a decisão segue nas mãos do América.

Sabendo que Alê ganharia destaque e holofote, a cúpula do alviverde agiu para evitar qualquer tipo de surpresa. De acordo com Paulo Bracks, diretor de futebol, o vínculo do atleta foi estendido até 2022 e uma multa (valor não revelado) estipulada.