Um primeiro tempo pífio, um segundo bom o suficiente para obter a classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Foi dessa forma que o Atlético avançou de fase no torneio, mesmo com a derrota por 2 a 1 para o Bahia, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, nesta quarta-feira (4).

Como havia vencido o duelo de ida por 2 a 0 no Mineirão, uma semana atrás, o time alvinegro poderia até perder por um gol de diferença que mesmo assim garantiria uma vaga na próxima etapa da competição. E foi exatamente isso o que aconteceu. 

Os gols nesta quarta-feira foram marcados por Rossi e Juninho Capixaba para o tricolor e Vargas anotando o tento da classificação do Galo.

O Alvinegro volta a campo neste domingo (8), às 16h, contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

Não seria exagero dizer que o Atlético fez seu pior primeiro tempo na temporada. Presa fácil do Bahia, a equipe de Cuca viu o adversário marcar duas vezes – e ficou no lucro, já que o tricolor construiu outras boas chances.

Aos 11 minutos, Rossi abriu o placar com um chute de fora da área e contando com uma falha de Everson. O goleiro do Galo voltou a errar em outro lance, em que, ao fazer uma defesa, espalmou nos pés de Conti, que mandou para fora, perdendo uma oportunidade incrível.

No finalzinho, um dos refletores do estádio sofreu uma queda de energia. No reinício, ainda deu tempo de Juninho Capixaba ampliar a vantagem do time da Boa Terra.

Como venceu o jogo de ida por 2 a 0, o Atlético foi para a segunda etapa precisando anotar, pelo menos, um gol e não sofrer nenhum para não depender da disputa de pênaltis. Cuca então fez três modificações na volta do intervalo: Vargas, Dylan Borrero e Nacho nas vagas de, respectivamente, Tchê Tchê, Savarino e Sasha.

As mexidas na equipe fizeram a diferença aos 17 minutos, quando Dylan cruzou para Vargas completar, de cabeça, às redes e selar a vaga do Galo à próxima fase da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 2
Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Patrick de Lucca (Lucas Araújo), Mugni (Thonny Anderson) e Daniel; Rodriguinho (Ronaldo César), Rossi (Óscar Ruiz) e Gilberto
Técnico: Dado Cavalcanti

ATLÉTICO 1
Everson; Mariano (Guga), Réver, Alonso e Dodô; Jair (Neto), Allan e Tchê Tchê (Vargas); Savarino (Dylan Borrero), Sasha (Nacho) e Hulk
Técnico: Cuca

DATA: 4 de agosto de 2021 (quarta-feira)
LOCAL: Estádio Joia da Princesa
CIDADE: Feira de Santana (BA)
MOTIVO: Jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil
ARBITRAGEM: Vinicius Gonçalves Dias Araujo, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli (todos CBF-SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (Fifa-SP)
CARTÕES AMARELOS: Luiz Otávio, Thonny Anderson (Bahia); Nacho, Vargas, Dylan Borrero (Atlético)
GOLS: Rossi aos 11 minutos e Juninho Capixaba aos 53 do primeiro tempo; Vargas aos 18 minutos do segundo tempo

Atlético