Atlético

Depois de um susto no Mineirão, o Atlético conseguiu a virada sobre o Santos, venceu por 3 a 1 e manteve a distância de 11 pontos sobre o Flamengo no Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro também venceu por 3 a 1 na noite desta quarta-feira (13), diante do Juventude, no Maracanã. 

Enquanto Raniel abriu o placar para o Santos, Nacho Fernández, por duas vezes, e Nathan Silva marcaram os gols da virada atleticana.

No domingo, o Atlético enfrentará o xará Atlético-GO, às 18h15, em Goiânia.

Galo sem Hulk

Pela segunda vez no Campeonato Brasileiro, o Atlético não contou com Hulk. Com um edema no músculo posterior da coxa direita, o camisa 7 foi substituído por Diego Costa. 

Cuca ainda deixou Nacho Fernández no banco de reservas, para escalar Dylan Borrero como titular pelo segundo jogo consecutivo.

Queixas contra arbitragem

O primeiro tempo foi marcado por queixas dos atleticanos contra a arbitragem. Primeiro, Zaracho reclamou que foi puxado pelo zagueiro Wagner Leonardo.

Depois, Dylan Borrero sofreu um choque e foi ao chão dentro da área, mas o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior nada marcou.

Santos abre o placar

Para o segundo tempo, Cuca acionou o banco de reservas. Diego Costa foi substituído por Sasha, enquanto Nacho Fernández entrou na vaga de Dylan Borrero.

Porém, foi o Santos que abriu o placar. Em contra-ataque, Raniel bateu da entrada da área e acertou o canto esquerdo de Everson.

Com dois pênaltis, Atlético vira

Depois de reclamar de ter pênaltis não marcados no primeiro tempo, o Atlético teve duas penalidades máximas a favor na etapa final. 

Depois de Calebe ser empurrado por Lucas Braga, Nacho Fernández empatou. Logo na sequência, Vinícius Zanocelo passou perto de recolocar o Santos em vantagem, ao cabecear uma bola no travessão.

A virada do Galo veio com Nathan Silva, desviando de cabeça falta cobrada por Nacho. O argentino ainda marcou o terceiro gol atleticano.

O goleiro João Paulo defendeu pênalti cobrado pelo camisa 26, mas ele aproveitou o rebote para confirmar a vitória do Atlético no Mineirão.

ATLÉTICO 3 X 1 SANTOS

ATLÉTICO

Everson; Mariano (Tchê Tchê), Nathan Silva, Réver e Dodô; Allan, Jair (Calebe) e Zaracho; Dylan (Nacho Fernández), Diego Costa (Eduardo Sasha) e Keno (Igor Rabello)
Técnico: Cuca

SANTOS
João Paulo; Vinícius Balieiro (Diego Tardelli), Velázquez, Wagner e Marcos Guilherme (Madson); Camacho, Vinícius Zanocelo, Jean Mota (Gabriel Pirani) e Lucas Braga; Marinho e Léo Baptistão (Raniel)
Técnico: Fábio Carille

DATA: 13 de outubro de 2021 (quarta-feira)
LOCAL: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 26ª rodada do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Paulo Roberto Alves Júnior, auxiliado por Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn, do Paraná.
VAR: Adriano Milczvski, do Paraná (CBF)
CARTÕES AMARELOS: Savinho e Dodô (Atlético); Raniel, Lucas Braga, Wagner Leonardo e Jean Mota (Santos)
GOLS: Raniel, aos 3 minutos; Nacho Fernández, aos 23 minutos; Nathan Silva, aos 29 minutos; e Nacho Fernández, aos 35 minutos. Todos os gols no segundo tempo

Leia Mais:
Dodô recebe o terceiro cartão e desfalcará o Galo diante do Atlético-GO; Guilherme Arana retorna

Melhor mandante do Brasileirão, Galo chega ao 11º jogo seguido sem derrota no Mineirão