Nas competições por pontos corridos, é comum as comissões técnicas fazerem projeções de pontuação a cada módulo de quatro, cinco partidas. O Atlético completou na derrota de 3 a 1 para O Bahia, na última segunda-feira (19), no Estádio do Pituaçu, em Salvador, seu 16º jogo pela Série A do Campeonato Brasileiro. E dividindo a campanha do Galo em quatro, o time de Jorge Sampaoli vive seu pior momento no torneio justamente numa sequência em que se imaginava ser possível a abertura de vantagem na liderança.

Atlético Bahia SavarinoNa derrota para o Bahia, o Atlético encerrou seu quarto módulo de quatro partidas neste Brasileirão, e apesar de encarar equipes que não brigam pelo título, teve seu pior desempenho na competição neste cenário de jogos fatiados em grupo de quatro

Dividindo a participação atleticana no Brasileirão em conjuntos de quatro confrontos, o melhor momento foi vivido no terceiro módulo, com 100% de aproveitamento, pois venceu Bragantino (2 a 1), Atlético-GO (4 a 3), Grêmio (3 a 1) e Vasco (4 a 1). Apenas o jogo contra os goianos foi fora de Belo Horizonte.

O Atlético iniciou o Campeonato Brasileiro vencendo as três primeiras partidas, contra Flamengo (1 a 0), Corinthians (3 a 2) e Ceará (2 a 0). O primeiro módulo de quatro jogos foi fechado com a derrota de 2 a 1 para o Botafogo, no Engenhão, e 75% de aproveitamento.

A segunda sequência de quatro jogos foi aberta com a derrota de 1 a 0 para o Internacional, no Beira-Rio. Depois, o Galo venceu São Paulo (3 a 0) e Coritiba (1 a 0), mas perdeu para o Santos (3 a 1). Foram conquistados 50% dos pontos.

No quarto módulo, nenhum dos considerados grandes times do futebol foi enfrentado pelo Atlético. E as quatro vitórias seguidas na sequência anterior deixaram a impressão de que o time poderia disparar na liderança contra Fortaleza, Goiás, Fluminense e Bahia.

Foi o pior momento do Galo no Brasileirão. Perdeu para o Fortaleza, que teve um jogador a menos em campo desde a reta final do primeiro tempo, perdeu os 100% de aproveitamento como mandante empatando com o Fluminense e na última segunda-feira perdeu um jogo que parecia ganho pela diferença técnica dos dois times.

A única vitória nos últimos quatro jogos foi sobre o lanterna Goiás, no Mineirão. O Galo inicia o quinto módulo de quatro partidas no próximo sábado (24), no Gigante da Pampulha, diante do Sport, que é 11º colocado e perdeu suas últimas quatro partidas.

Depois do Leão, o Atlético tem três clássicos nacionais pela frente, dois deles em São Paulo.

O time de Sampaoli fecha o turno encarando o Palmeiras, dia 2 de novembro, no Allianz Parque, abre o returno recebendo o concorrente direto Flamengo, dia 7 de novembro, no Mineirão, e depois encara o Corinthians, na Neo Química Arena, em jogo ainda sem data confirmada, podendo ser dia 11 ou 14.