Com a necessidade de preservar alguns jogadores por causa da desgastante rotina de disputar duas competições simultaneamente, o técnico Cuca começa a ganhar peças importantes para os próximos compromissos do Campeonato Mineiro e Libertadores. Recuperados de contusão, os armadores Guilherme e Morais, além de o volante Rosinei, estão à disposição.

Mas, para o clássico de domingo (16) contra o América, às 18h30, no Independência, apenas o ex-cruzeirense será utilizado, mesmo que seja no decorrer da partida. O confronto contra o Coelho será também uma boa oportunidade para atletas que não são titulares ganharem ritmo, como o atacante Alecsandro e o volante Gilberto Silva.

Tratado por como substituto imediato de Ronaldinho Gaúcho, que será poupado do clássico, Guilherme não entra em campo desde o duelo contra o Cruzeiro, na rodada de encerramento do Campeonato Brasileiro do ano passado, em 2 de dezembro.

“A concorrência está grande. Vivemos momentos conturbados em anos anteriores e é bom ver que o grupo está fortalecido. Espero ter a chance para mostrar meu trabalho. Quero estar na equipe titular, mas sei que não está fácil. O importante é estar bem fisicamente e pronto para jogar”, analisa Guilherme.

O jogador chegou ao Galo em março de 2011, e custou R$ 14 milhões. No entanto, foi prejudicado pelas várias lesões. Apesar do baixo rendimento, o técnico Cuca disse que conta com ele. Guilherme também negou propostas de outros clubes, como do Botafogo.