O Atlético ganhou reforços importantes fora das quatro linhas. Em pouco mais de um mês, três nomes foram anunciados pelo clube para assumir funções que eram motivos de críticas ou que nem existiam. 

Com a nova estrutura, o Galo pretende evoluir em questões que podem apresentar reflexos positivos dentro de campo e em ações de marketing para os torcedores. 

Diretor de Futebol:

No mês passado, Rui Costa foi anunciado como novo diretor de futebol. O dirigente tem passagens de destaque por Grêmio, Athletico-PR e Chapecoense.

Com a morte de Eduardo Maluf, vitorioso diretor, em junho de 2017, o Atlético encontrou dificuldades para encontrar algum profissional para o cargo.  No mesmo ano, o diretor de comunicação do clube, Domênico Bhering, acumulou a função até a chegada de Alexandre Gallo, anunciado em dezembro de 2017, e que foi demitido em outubro de 2018 depois de uma série de erros, como contratações de jogadores que não deram certo. Antes da chegada de Rui Costa, Marques, atualmente gerente de futebol, atuou na função de diretor. 

Diretor das categorias de base:

Júnior Chávare foi anunciado como novo diretor das categorias de base do Atlético na terça-feira (21). Com passagens por Grêmio, São Paulo e Juventus (ITA), o profissional ajudou a revelar jogadores de destaque nos últimos anos, como David Neres (Ajax), Eder Militão (Porto) e Arthur (Barcelona). 

Chávare substitui Marques, que chegou a acumular a função de coordenador das categorias inferiores do Galo enquanto era diretor de futebol.

Gerente de Marketing:

Também foi anunciada nesta semana a chegada de um gerente de marketing, cargo que não existia no clube. Rafael Zanette, que já trabalhou no Palmeiras e no Avaí, assumiu a função com a responsabilidade de ajudar a desenvolver várias ações para o clube e torcida. 

Diretor de Operações de Estádios:

Lucas Couto é o diretor de operações de estádios. O profissional, que trabalha no Atlético há mais de seis anos, já atuou também na direção de planejamento e marketing do time. Por isso, a chegada de Rafael Zanette não é uma substituição e sim a ampliação do quadro de profissionais do clube. 

“Eu acumulava várias funções. O que nós temos agora é um gerente para cuidar da parte institucional, de marketing. Faço a operação do material esportivo do Atlético, de ações no estádio, de ingressos de jogos”, destacou Lucas Couto.