Não foi uma grande atuação do Atlético em Patos de Minas, mas o suficiente para a equipe reencontrar o caminho das vitórias depois de três jogos e retomar a liderança do Campeonato Mineiro. O gol do triunfo por 1 a 0 sobre a URT, no estádio Zama Maciel, neste domingo (9), foi marcado por Franco Di Santo, um dos jogadores mais criticados no elenco, no primeiro tempo. 

Por causa da maratona de jogos e de viagens do Atlético nos últimos dias, Rafael Dudamel promoveu seis novidades na escalação em relação ao time que foi derrotado por 3 a 0 para o Unión Santa Fé, na Argentina, na última quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. A formação tática da equipe também mudou: saiu o criticado 4-3-3 e entrou o 4-2-3-1. 

Atlético

O jogo

Foi uma partida equilibrada em Patos de Minas. A URT comandou as ações nos primeiros minutos. Aos 11, Júnior Lemos, em cobrança de falta, obrigou Michael a fazer grande defesa. Aos 31, o lance polêmico do jogo. O atacante Roni marcou para os donos da casa, mas a arbitragem marcou impedimento de maneira equivocada. 

O Atlético acordou no jogo e passou a ter mais o domínio de bola na etapa inicial. Aos 43, Di Santo fez um gol de legítimo centroavante. O argentino, de cabeça, aproveitou cruzamento de Borrero após cobrança de escanteio curto.

Na etapa final, a URT foi para a pressão em busca do empate. O time de Patos de Minas criou as melhores chances enquanto o Galo pouco chegava ao ataque. Mesmo com a ineficiência ofensiva, o time alvinegro conseguiu segurar a vitória para chegar aos 12 pontos no Campeonato Mineiro. 

Copa do Brasil

O Atlético volta as atenções agora para a Copa do Brasil. Na quarta-feira, às 21h30, a equipe viaja para Campina Grande, no interior da Paraíba, para enfrentar o Campinense, pela partida única da primeira fase da Copa do Brasil. Para avançar na competição, basta um empate.


URT 0 X 1 ATLÉTICO

Motivo: quinta rodada do Campeonato Mineiro

Local: Estádio Zama Maciel (Patos de Minas)

Arbitragem: Emerson Almeida Ferreira, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Marcyano da Silva Vicente
Gols: Di Santo (Atlético)

Cartões amarelos: Valkenedy, Adalgiso Pitbull, Josué


URT
Neguete; Jefferson, Audálio, Josué e Izaldo; Márcio Passos (Patrik), Valkenedy e Júnior Lemos (Flávio); Adalgiso Pitbull (Euller), Roni e Kesley.
Técnico: Ademir Fonseca

ATLÉTICO
Michael; Patric, Igor Rabelo, Gabriel e Lucas Hernández; Ramón Martinez e Allan; Borrero (Hyoran), Edinho (Mailton) e Marquinhos (Zé Welison); Di Santo
Técnico: Rafael Dudamel