O empate foi benéfico para o Atlético. Foi por azar que o Colo-Colo não conseguiu um gol no 0 a 0 pela Libertadores, na noite desta quinta-feira (10). Mas o saldo positivo do Galo na partida teve dois poréns. O primeiro foi a lesão de Dátolo, que entrou no segundo tempo, mas só permaneceu em campo por 16 minutos. O jogador está perto de ser a segunda baixa do Galo no duelo de volta contra os chilenos, quarta que vem (17). O primeiro é garantido: Leandro Donizete recebeu o terceiro cartão amarelo.

"Nada demais, uma hora ou outra você pega, chega mais forte. Mas a equipe está com bons volantes para suprir a minha ausência", afirmou Donizete, que foi alvo de três advertências da arbitragem nos três jogos que o Atlético realizou até o momento. Ele deve ser substituído por Junior Urso no duelo do Independência.

Dátolo deixou o confronto no Estádio Monumental por conta de uma fisgada na coxa esquerda. Será submetido a exame de imagem quando a delegação do Atlético retornar ao Brasil. O médico Rodrigo Lasmar explicou o quadro atual do argentino.

"O Dátolo teve uma fisgada na região posterior da coxa, preocupa, não teve como continuar em campo, será avalidao no Brasil, com exames de imagem", disse o médico do Galo.

Robinho com dengue descartada
Rodrigo Lasmar já havia explicado a situação médica de Robinho antes do duelo. Uma picada de inseto infeccinou a coxa direita do camisa 7, causando febre ao atacante. Para quarta-feira, ainda não se sabe se ele estará disponível. Administrando antibiótico, o DM alvinegro irá acompanhar de perto o jogador. Suspeita de dengue foi descartada.

"O Robinho, ainda em BH, foi picado por um inseto. Isso evoluiu com uma infecção nessa lesão. Começou a ter febre, piorou o quadro clínico. Ele teve uma infecção na pela, teve a coxa muito inchada. Vamos acompanhar o caso, não temos o que fazer senão medicar. Não há suspeita de dengue, mas estamos atento às notificaçõas na evolução do caso. A gente descarta, porque a dor começou logo após a picada do inseto. Vamos observar, importante nas proximas 24h, 48h, entramos com o antibiotico e vamos esperar para isso fazer efeito", acrescentou Lasmar.