Quem viu, viu. Quem não viu vai precisar esperar até depois da Copa do Mundo. O Atlético terá cinco jogos longe de Belo Horizonte antes da interrupção do Campeonato Brasileiro para a disputa do Mundial, entre os dias 12 de junho e 13 de julho. Se por um lado as partidas distantes da capital mineira aumentam o desgaste do grupo, por outro podem ser importantes aliadas do técnico Levir Culpi.

Como a fase do Galo não é das melhores, entrar em campo sem a pressão da torcida xingando e vaiando a cada falha pode até contribuir para o treinador conseguir colocar a casa em ordem com mais tranquilidade. Os jogadores não admitem, mas sabem que estes confrontos serão importantes para o grupo recuperar a autoestima e o bom futebol.

“A pressão sempre vai existir, principalmente pela grandeza que é o Atlético, independentemente de o jogo ser dentro ou fora de casa. Não eram apenas os torcedores que estavam chateados pelos últimos resultados, nós jogadores também. A gente se cobra muito. A vitória no fim de semana tirou um pouco dessa pressão, mas precisamos continuar jogando bem para reconquistar o torcedor, dentro ou fora de casa”, ressalta o volante Rosinei, que pode ser titular contra o Peixe.

Esquema tático

Na última quinta-feira (15), Levir Culpi comandou o primeiro coletivo tático da semana, quando voltou o Galo para o 4-4-2, com três volantes: Pierre, Leandro Donizete e Rosinei.

Marion ficou com a vaga de Diego Tardelli, contundido, no meio de campo. Na segunda etapa, Levir sacou Rosinei e colocou o atacante Carlos, experiências que serão testadas novamente nesta sexta-feira (16), quando acontece o último treino antes do embarque para Cuiabá.

Mas a tendência é que Rosinei comece jogando. O time que treinou na última quinta-feira (15) foi Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Otamendi e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Rosinei e Marion; Fernandinho e André.

A delegação embarca neste sábado (17) cedo para a capital do Mato Grosso. Domingo, às 18h30, contra o Santos, na Arena Pantanal, o alvinegro tem o primeiro desafio longe do Independência, em duelo válido pela quinta rodada do Nacional.

De lá, segue direto para Feira de Santana, na Bahia, onde enfrenta o Vitória, no dia 22. Como o Gigante do Horto terá que ser entregue à Fifa no dia 20, o Galo recebe Criciúma e Fluminense em Ipatinga. O último jogo antes da paralisação para a Copa será contra o São Paulo, no Morumbi, no dia 1º de junho.