O atacante Clayton finalmente foi apresentado pelo Atlético. Contratado junto ao Figueirense, ele precisou esperar quase uma semana para vestir a camisa de jogo do Galo na Sala de Imprensa. Evento que ocorreu antes de um treino no qual ele foi escalado entre os titulares. Mas a estreia do jogador ainda precisa vencer duas barreiras: a publicação no BID e a falta de ritmo de jogo revelada pelo próprio.

"Como estou chegando agora, tenho que ganhar ritmo, entrosamento com a equipe. Irei procurar meu espaço no decorrer do tempo. Mas estou tranquilo quanto a isso, melhorar minha parte física e técnica e buscar o melhor para ser titular. Estou atrás do pessoal aqui, vou chegar de leve e buscar meu espaço no decorrer do tempo", afirmou o atacante.

No treinamento desta quinta-feira, o técnico Diego Aguirre montou o quarteto ofensivo com Clayton, Robinho, Luan e Lucas Pratto. Mas o próprio atleta lembrou que há dois jogadores ofensivos que podem ser titulares contra o Tombense, mas estavam no regenerativo após o empate contra o América.

"Tenho que preparar minha parte física, fiquei uma semana parado. Falta ritmo. Não tinha o Cazares, o Dátolo, que estavam no regenerativo e isso foi um esboço do treino. Se for chamado, irei tentar ajudar".

O Atlético adiquiriu 50% dos direitos econômicos de Clayton, por cerca de 3 milhões de euros. Para utilizar o recém-chegado, entretanto, ainda presisca regularizá-lo junto à CBF, por meio do Boletim Informativo Diário.

"Isso ainda será resolvido na parte jurídica. O Atlético tem ótimos profissionais da área para cuidar desta questão, que irá ser resolvida logo", disse Clayton.